Templates by BIGtheme NET

O Enigmático crop circle 11-11 da singularidade

 

 

 

 

Nêmesis, LHC e Apocalipse

Um crop circle de difícil interpretação, e não vi nenhum estudioso quebrar o código 11-11 nesta estranha formação.

Lurkeley Hill, Inglaterra, 17 de agosto de 2010 (17.08.2010)

 

Lurkeley Hill, UK, 17.08.2010

 

A grande cruz apareceu antes, em 03.08.2010, e 14 dias depois, o pictograma circular 11-11, formando uma composição dupla a ser interpretada.

 

Lurkeley Hill, UK, 03.08.2010

 

Vemos um objeto se aproximando de um círculo que, representando um sistema, começa a se partir.
E dentro dele, bem grande e destacada, a assinatura 11-11, conforme os padrões dos pictogramas de 1990 em diante na Inglaterra.

Nêmesis, o astro P 7X? Planeta X?

Sim, um objeto cósmico se aproximando e “fraturando” a Terra em impactos sísmicos e vulcânicos, que na verdade já está repleta de fraturas em toda a sua superfície, piorando a situação.

 

Nêmesis, 11-11 e os pictogramas 1990

 

O padrão 11-11 associado a esse modelo reproduz aquela ideia já comentada anteriormente, a de que dois sóis de um mesmo sistema, reunidos em raio mínimo, podem criar, pela perturbação gravitacional e magnética local, todo tipo de singularidade no espaço-tempo rígido que envolve a Terra, o que, além de perturbações geológicas, pode causar uma série de estranhezas no padrão do clima, dos eventos e dos temperamentos, além de portais, rupturas, lapsos de consciência, acontecimentos ufológicos, espirituais, etc.

Outro detalhe: NIBIRU não é traduzido, do sumério, como
“o planeta da cruz” ou planeta “que cruza”?

Viu a grande cruz ao lado da formação?

A cruz também tem sentido de penitência, purificação.

O crop circle apareceu em 2010, e se considerarmos como certa a aproximação máxima do objeto P 7X em março de 2021, isso seria a 11 anos depois do mesmo crop circle (outro 11).

 

 

LHC?
Certamente, já que a referida tecnologia começou a operar naqueles tempos.

Uma partícula se aproximando de um sistema (próton contra próton,por exemplo, ou núcleos de chumbo) e gerando, na colisão entre ambos, estando eles extremamente energizados, uma ruptura que libera enorme carga de energia e muitas sub-partículas… produzindo um status de singularidade no tempo-espaço, dentro do qual os cientistas pretendem, por exemplo, investigar as dimensões paralelas.

Outro argumento que reforça a assinatura 11-11 para as estranhezas quânticas que, na vida prática, conhecemos por sincronicidades.

O grande círculo do crop circle se fraturando seria, genericamente, o LHC realizando experiências de fragmentação de partículas aceleradas.

O LHC está funcionando desde 10 de Setembro de 2008.

A primeira colisão entre prótons ocorreu em 30 de Março de 2010: o ano do crop circle, 141 dias depois.

 

 

A terceira analogia do 11-11 e eventos similares acontece no Apocalipse 11-11, onde está assinalada a morte e ressurreição das duas testemunhas de Cristo, num dos acontecimentos mais significativos para a Cristandade.

A ressurreição é, talvez, o evento de singularidade mais poderoso a acontecer na vida humana (definida como mortal).
E também está associado a pedras se partindo, rochas se fragmentando.

O Evangelho diz que, quando Jesus morreu na cruz, pedras se fenderam ao meio e os santos que haviam morrido e estavam enterrados na cidade santa, se levantaram de seus túmulos e andaram pela cidade, apavorando a muitos.

E na ressurreição de Cristo, a pedra circular da entrada foi atirada longe, ou se rompeu, quando o Mestre ressuscitou lá dentro do sepulcro.

Também é sabido que quando as duas testemunhas se encontrarem no mundo para a sua missão, um grande terremoto sacudirá o planeta, bem como quando elas ressuscitarem.

 

 

Conforme o Astro X se aproxima, ele se comporta como um relógio ou gatilho automático de energias que estão disparando todos os eventos registrados no Apocalipse de fundo profético. E na verdade, refletindo sobre tudo isso, esses eventos do Apocalipse, altamente singulares, podem estar sendo mesmo acionados pelo segundo Sol e toda a singularidade causada no espaço-tempo perturbado a nossa volta.

Porque os três eventos descritos: a Estrela que cai, a chave que abre o abismo das infra-dimensões, e a ressurreição das duas testemunhas, estão contidos naquele livro chamado REVELAÇÃO do fim do ciclo.

Coisas que até pouco tempo, muita gente ignorava.
Por isso, Apocalipse é revelação de tudo o que ninguém sabia antes.

Seja por ciência, seja por profecia, seja por intuição da consciência acordando.

Na força do 11-11.
Porque todo o roteiro de transformações do Apocalipse será completado nos seus 22 capítulos, justamente, 11+11.

 

 

Objeto P 7X, Nêmesis e o ano de 2021
(adendo)

Uma revelação surpreendente no modelo do crop circle 11-11, do dia 17 de agosto de 2010, já estudado por aqui, parece apresentar um cálculo simples, baseado na numeração maia (barras valendo cinco, pontos valendo 1), e que confirma a estimativa dos astrônomos que atualmente estudam o objeto
P 7X na constelação de sagitário, movendo-se para capricórnio, em aproximação rápida da Terra.

Temos quatro barras e um ponto no código II.II

E isso produz a soma (maia) 5+5+1+5+5 = 21
Ou seja, o ano de 2021, no qual, segundo aqueles astrônomos, o objeto P 7X (Nêmesis) cruzará a órbita da Terra e chegará ao periélio (ponto de máxima aproximação do Sol), entre fevereiro e março de 2021!

Por isso, a cruz ao lado, e que parece representar também o sistema de (4) planetóides do segundo Sol!

E observe no crop circle, a medida que o astro se aproxima do disco 11-11, a sua casca parece se fraturar: a imagens de terremotos por ele induzidos sobre a já fraturada crosta terrestre!

E neste final do mês de novembro, já estamos tendo fortes terremotos no planeta, acima de 6.0° na escala de magnitudes, cujo ápice está nos levando para dezembro, mês de alinhamentos planetários e, dia 26, eclipse solar total.

Seriam as preliminares?

JP em 20.11.2019

 

 

 

O Enigmático Crop Circle 11-11 da Singularidade parte 2
A Identidade quântica da luz

Outra analogia entre este fantástico crop circle, o código 11-11, a Cruz e as singularidades do espaço-tempo abalado, relacionadas ao LHC (CERN), dizem respeito a uma recente descoberta da ciência, um holograma de um fóton, obtido por cientistas poloneses em 2016, 6 anos depois da aparição do crop circle.

Trata-se de uma descoberta paralela àquela procurada no LHC, que visa identificar o tijolo da matéria (Bóson de Higgs) bem como definir as dimensões de forma experimental, além dos modelos teóricos matemáticos existentes.

Ou seja, o modelo do crop circle mostra uma analogia com o LHC operante, quebrando a matéria, colidindo átomos e revelando padrões de singularidade que o código 11-11 representa, em todos os sentidos, científico, psicológico, espiritual.
E ao lado, a identidade quântica do fóton reproduzida num holograma em 2016: A CRUZ!

Quem quiser se aprofundar, a matéria segue, completa, abaixo:

 

Nasce a Holografia Quântica

 

JP em 17.11.2019

 

Veja também:

 

A Ressonância 11-11 nos dois Sóis

 

Comentários