Templates by BIGtheme NET

O Caminho do Zodíaco – Touro

 

TOURO
(Johfra)

O IMPÉRIO DA MATÉRIA

Não num sentido negativo, mas Touro rege a densidade da matéria já organizada e conformada após a caótica explosão de Áries, o primeiro signo da Jornada da alma! Tanto que a palavra MATÉRIA vem de Mater, a Grande Mãe, que encontra seu trono neste signo em especial!

Em Touro, o grito de abertura é substituído pela palavra harmoniosa e cantada, fator de criação harmônica das coisas.
Touro é portanto o Império da Ordem, da estrutura. Em Touro, o Grande Templo da Criação se ergue, regido por toda a beleza, toda a estética e significado do segredo de Vênus, que é a luz do Pentagrama, a Estrela da Manhã.

Vemos agora aquele guerreiro do primeiro signo num repousante sono… sim, as almas encarnam, as almas desceram e agora começam a dormir nos braços da matéria florida e perfumada, já esquecidas de suas origens estelares. Mas deve ser assim, porque se trata da escola da vida.

O Touro branco, signo sagrado, desfila sobre os campos rosados de Afrodite, e sobre sua montaria (montaria dos deuses) não desfila nenhum deus ou nenhuma deusa… mas olhe bem… desfila um ANDRÓGINO, UM HERMAFRODITA, e ele carrega o FOGO SAGRADO, a raiz da vida que o espírito projeta nos fundamentos do corpo, corpo este que sofrerá cisão sexual no signo seguinte, Gêmeos. E deverá aprender a diferença entre paixão e amor, entre instinto e vontade, entre desejo e aspiração… argumento do arcano 6 do Tarô.

O Amor é belo, é Eros, o mestre de obras da Criação perfeita, mas o Desejo é o autor secreto de toda a desfiguração da Obra.
Essa imagem ilustra nossa própria raiz andrógina antes da lei dos sexos e da dualidade que estabeleceu movimento e fluxo no universo funcional do Pai… que também é Mãe.

E MÃE é a Senhora de Touro, a Mãe Uterina, a mãe dos embriões e da raiz. A semente foi lançada em Áries, e agora, ela lança raiz na fecunda terra de Touro. A jornada da semente vegetal é a mesma jornada da alma. A raiz do vegetal na terra fecunda é a nossa raiz psíquica penetrando na matéria corporal e começando sua ingressão nos mundos materiais, perfumados e belos, fecundos e sexualmente prontos para iniciar a expansão (reprodução, multiplicação).
Touro é a riqueza, e qual melhor riqueza, acima de dinheiro e jóias, do que as riquezas desta Terra, qual o Paraíso que já foi um dia, riqueza das águas e dos frutos, do leite e do mel vertendo das árvores, do ar puro, e dos cristais de energia e luz condensada das estrelas?

Porém, ferimos o Touro de morte, e ele se tornou negro, manchado com os crimes da humanidade… e seu sangue contaminou a virgem floresta… mas isso é assunto para outro signo.

O metal é o cobre, como o metal da serpente que Moisés ascendeu numa haste para curar os israelitas no deserto, como o cobre ou bronze das duas colunas do Templo… o cobre do kundalini na raiz da Árvore da Vida com aquela da Ciência do Bem e do Mal…
Eros-Cupido voa com as duas pombas, as almas gêmeas que, naquela idade de Touro, desceram ao mundo como duas inocentes crianças, mas a pureza delas foi roubada no Eden pela serpente, que é oposta a Touro, e tem veneno como o Escorpião.

Brancas como o Touro, as pombas representam o amor de almas gêmeas, e o Touro branco, o corpo-templo que, imaculado, serve de morada a ambas, duas colunas de sua força espiritual. porque ao fundo, a Grande Mãe, Arcano 2, traz a ciência, a Torá (Taro), o conhecimento que deve regular toda a beleza e ordem de coisas nos jardins de Deus.
Uma rosa vermelha de sete pétalas revela o taurino símbolo, e nos informa sobre os sete graus da serpente-luz, a ascender no corpo branco do Touro, nossa possessão física, presente e oportunidade da Mãe Natura a cada nova encarnação.
Mas será que as pessoas realmente têm noção do grande valor de todos estes tesouros da Natureza, encontrados no seu próprio corpo físico, quando saudável e puro, capaz de converter a larva em borboleta, e o homem num deus?

Há que se resgatar o verdadeiro tesouro do signo de Touro, e com ele, conquistar o Império da Terra antes de ascender às estrelas, o lar original nos domínios de Urânia…