Templates by BIGtheme NET

O Caminho do Zodíaco – Aquário

 

 

 

RUMO AO INFINITO

Após as duras provas de Capricórnio, e a viagem dos heróis gêmeos pelo submundo, em busca das suas raízes espirituais mais profundas plantadas justamente ali, na região Inferior, reflexo das estrelas e dos nove arcos celestes, então o homem já não é mais homem, é Anjo transformado pelas provas, pelas batalhas, e todo Anjo precisa de um par de asas para subir, e esse par de asas é chamado de almas gêmeas na cosmologia de Urano, nome do grego para CÉU (Ouranos, Urânia, paralelo ao hebraico AUR, LUZ).

Em Aquário, uma revolução de tudo o que conhecemos em termos de natureza humana e existência mundana acontece: é a revolução espiritual!

Tudo o que era ego, tudo o que era individualidade limitante, tudo o que era carne, mente, pensamento, emoção e desejo, sofreu uma tremenda transformação até este ponto, como um renascimento que, realmente, finalmente, resgata a alma de toda a materialidade ilusória dos mundos materiais lá em baixo e a prepara para a existência eterna nos reinos infinitos da Luz.

O ego foi reduzido a pó entre as estâncias de Escorpião e Capricórnio, e agora, o canal da Alma está desbloqueado!

Essa alma desbloqueada, esse canal plenamente aberto e atraído para a Luz Maior Infinita dos domínios de Aquário é precisamente o que justifica o símbolo do signo: um homem que derrama águas de sua ânfora e irriga os universos abaixo do terraço das estrelas… definido pela Cabala e Ciência Secreta no Oitavo céu, o céu das estrelas fixas, a casa de Urano.

Qual o sentido de tudo isso, senão aquele que fala destes seres tão elevados que se tornaram canais da Fonte Divina, da energia do Amor e da Luz do entendimento para os seres e mundos nos planos inferiores, à semelhança de estrelas, esses canais de luz, energia e vida para os mundos abaixo?

Que águas são essas senão que as águas do pensamento iluminado atravessando uma mente límpida, pura e transfigurada pela Inteligência Infinita? Águas crísticas, com toda certeza!

Por isso, os filhos de Aquário recebem dons mentais e intelectuais superiores, como o pensamento revolucionário, a intuição futurista, o gênio inovador, a originalidade e a revolução contra modelos ultrapassados.

Aliás, Aquário é chamado a completar a Obra da Consciência Cósmica, ligando a ciência com a fé, contemplando a Doutrina perdida, aquela que tem condições de vislumbrar a TEORIA DE TUDO, porque consegue professar ciência sem descartar a espiritualidade, muito pelo contrário, localizando em cada mistério do Ser uma lei específica e, no final, sabendo como estabelecer as conexões finais entre estes dois domínios praticamente inconciliáveis em nosso mundo moderno.

Porque seu elemento é o AR, e ele fecha o triângulo aéreo de Gêmeos (a inteligência rápida e prática) e Libra (a inteligência social, o Q.E, a diplomacia e o dom para os relacionamentos, a inteligência equilibrante). Em Aquário, o ar sobe as montanhas e alcança as estrelas, e por isso, todo aquariano é vivamente interessado em todas as coisas do domínio celeste, como Astronomia, Astrologia, Cosmologia, Ficção científica e Ufologia!

Afinal, o mundo começou a entrar na Era de Aquário em 1962, e a transição tem levado mais de 50 anos para se completar! Variados sinais cósmicos têm anunciado o lento processo de transição, e todo esse futurismo, e todo esse advento tecnológico e cibernético vertiginoso, realmente devemos às vibrações exaltadas do planeta Urano, que é progressista, revolucionário, inovador.
Urano realmente deve desintegrar todas as velhas formas caducas de pensamento, para poder inserir o NOVO nas mentes.

Essa é a promessa da Era de Aquário, que está preparando e transformando a humanidade para as maiores revelações da Luz Infinita, aquelas revelações que as religiões, com seus dogmas e crenças limitantes, tiveram que ajustar de acordo com o nível ainda rudimentar da civilização anterior ainda primitiva (se bem que nem todas as antigas culturas foram primitivas assim, já que muitas tiveram contato com os seres das estrelas)…

Mas o fato é que, até os nossos dias, muitas mentes ainda continuam atrasadas e rudes, não conseguiram pegar o impulso revolucionário de Urano, já que ele, e qualquer outro raio planetário, trabalha mudanças somente segundo a vontade própria e o livre-arbítrio de cada um.
Portanto, mentes despreparadas!

E olhando o nosso tempo, totalmente abalado por forças cósmicas de realinhamento, isso tudo é sintoma da Era de Aquário, Era de impactantes transformações, não somente no campo mental da humanidade e na consciência de toda uma raça, mas também na Química, na Geologia, na Física, nas Leis, na Gravidade, no Sol, nos planetas, enfim… uma força nova e poderosa está nos arremessando contra o Astro-rei e provocando descentralizações de poder, bem ao modo aquariano de ser…

Há uma observação a se fazer sobre esse SOL AZUL CENTRAL que Johfra ilustrou na parte central superior do tema: Ele pode e deve estar retratando a Estrela Azul de Alcyone, e que na verdade é um sistema quaternário de estrelas, formando uma letra L ao telescópio, na constelação das Plêiades, importante referência das culturas antigas, que a tomavam, misteriosamente, como o CENTRO DO CÉU…

(Lembrando que Sirius, a Estrela de Belém, a estrela da Cristandade, também é um SOL AZUL e pode ser anexado á simbologia proposta por Johfra no signo de Aquário, o signo da Cristandade!)

De fato, muitos esoteristas modernos (e o pintor holandês Johfra era um esoterista que transmitia ensinamentos através das pinturas) pegaram CARONA para construir suas teorias e doutrinas de fim de mundo nos estudos questionáveis de dois astrônomos.

O primeiro deles é o alemão Paul Otto Hesse – escritor esotérico alemão, que publicou em 1949 um livro intitulado “Der Jüngste Tag” (The Recent Day) em que apresentou suas idéias sobre o Sol orbitando Alcyone e a existência do cinturão de fótons, idealizando essa teoria dos anéis fotônicos de Alcyone e as mudanças no sistema solar e na Terra (que nunca foram confirmados pela Astronomia Oficial, sequer o nosso Sol orbita Alcyone no sentido gravitacional do fenômeno)…

E o segundo astrônomo, o que identificou o planeta/estrela invasora, Hercólobus, em 1940, foi o astrônomo chileno Carlos Muñoz Ferrada, que desenvolveu uma técnica que ele chamou de geodinâmica, através da qual ele previu que à partir de agôsto de 1999, um gigantesco planeta seria visível na Terra a olho nú, causando uma catástrofe mundial (é evidente que essa “descoberta” foi inspirada na quadra X-72 de Nostradamus, Agosto-1999 e o “rei do terror” que viria dos céus…)

Bem, o ano de 1999 já passou há 20 anos…!

Assim, o próprio Johfra, que pintou a série O ZODÍACO na década de 1970, também representou aquela estrela Azul ou Sol central das Plêiades (Alcyone), e sua luminosidade transformadora ao redor, se espargindo nos sistemas de mundos abaixo de sua influência.

O que eu quero dizer é que eu acredito sim, na teoria das Plêiades e de Alcyone, mas não no formato que o astrônomo alemão e as colagens dos “pseudo-mestres” modernos depois dele, em suas reedições esoteristas… mas sim, no modelo que os próprios maias antigos, astecas e outros povos do outro Hemisfério, como os Arborigenes australianos, lhes atribuíam, como centro do céu.

Os maias, por exemplo, marcavam a passagem cíclica das Plêiades sobre o zênite do céu, à meia-noite, num determinado ponto onde, após um ciclo de 52 anos, eles praticavam o ritual do Fogo Novo, onde nova vida começava. Há realmente um sentido aí, uma cosmologia que talvez aquele astrônomo e esoterista alemão pesquisou das fontes antigas mas não soube traduzir ou desvendar o mistério real das Plêiades em formato científico, talvez porque estivesse diante de uma cosmologia que não era identificável naquele tempo com os conhecimentos disponíveis de Física e Astronomia, e ainda não é em nosso tempo…

Acredito que o FOGO NOVO que desce de Alcyone e das Plêiades a cada grande ciclo seja sim uma VIBRAÇÃO diferente, colocando aquela constelação no centro galáctico não exatamente no sentido gravitacional, mas sim no centro de uma Sinfonia de cordas vibratórias que se entrelaçam entre as estrelas e que teriam nas Plêiades o seu centro harmônico – e tal informação só poderia ser conhecida pelos antigos por um repasse por parte de alienígenas.

Nessa composição da Galáxia em forma de Sinfonia, a se aproximar da moderna teoria das Supercordas, as outras estrelas somadas em uma cadeia de energia vibracional interligada seria sim centralizada em Alcyone, como se fosse o Maestro da Sinfonia, encontrando ali o núcleo de uma poderosa força crística relacionada ao Verbo, ao Som inaudível dos espíritos sussurrando nas estrelas e mundos em movimento, conforme a visão dos antigos cosmólogos que sempre situavam as Plêiades no centro do céu, apesar de ser uma constelação pequena e pouco brilhante a olho nu.

Todos estes elementos cosmológicos encontram profunda ressonância com os valores do signo de Aquário. Porque Urano, o céu, era o deus e esposo de GAIA, a Terra, e seu matrimônio místico significa todo esse laço entre céu e Terra, entre o visível e o invisível, e a forma sutil e poderosa da influência das estrelas caindo em nosso mundo denso e em nossos corpos viventes e mentes pensantes!

Uma cosmologia misteriosa, enfim, ainda desconhecida pela ciência oficial, mas que já está nos alcançando, porque todos temos contemplado os efeitos na GRADE do mundo ao redor, porém, ainda ignoramos as CAUSAS de tudo isso. Uma Palavra de Ordem, um disparo vibracional, uma super corda esticada desde o grande alinhamento de 2012 anunciado pelos maias… enfim, o fato é que, mesmo não compreendendo o que está causando tudo isso, sim, é verdade que temos visto todos os efeitos das mudanças em ação, no céu, na Terra, na psique humana, no coletivo, porque, como reza a teoria das cordas, esses efeitos se conectam vibracionalmente e interpenetram tudo, antes mesmo da gravidade ou de qualquer outra força ou energia, já que estamos tratando aqui de uma entidade cósmica ainda mais profunda e desconhecida que a própria gravidade… aquela que João chamou de Verbo e disse que era Deus, e que criou tudo, antes de haver calor, gravidade, eletricidade, magnetismo, matéria, energia, luz, pensamento e vida.

Urano é um construtor de super-mentes, chamadas a renovar o mundo e suas coisas, sistemas, ideias ultrapassadas, e por isso, Aquário cede o gênio necessário, que é o canal com a Luz Maior Incriada ou Mente infinita… e isso deve ser dito agora: nenhum gênio da ciência ou da arte se criou sozinho; antes, ele conquistou esse canal entre sua mente que recebeu, e a Mente Maior, que o nutriu com os poderes da Luz Infinita e Incriada, e assim, se fez um pólo receptor e tradutor da sabedoria cósmica da casa de Urano, aliás, o nome da Sefirá de Urano na grande Árvore da Cabala, Árvore da Vida Universal, é HOKMÁ, que significa SABEDORIA.

A Sabedoria das coisas que são como elas são e sempre serão, e a nossa mente deve então tentar filtrar essa luz em seus pensamentos, e desenvolver o sentido da INTUIÇÃO, para poder estar ONLINE TODO O TEMPO COM O RESERVATÓRIO DA LUZ, tudo o que o aquariano Hermes-Toth já ensinava em suas prédicas lá no Egito antigo, traduzido depois pelos sábios da Grécia de Pitágoras, Sócrates, Aristóteles e Platão.

Aquário é a Mente Infinita, e na imagem de Johfra, vemos um Sol azul sorridente diante do Filho das Águas…
Esse Sol Azul é o que chamamos de Sol Universal, Sol Absoluto ou FILHO, CRISTO, a Segunda Face de Deus, a Face MANIFESTADA, porque aquela Imanifestada, se relaciona ao signo seguinte, Peixes, tratado depois…
Esse Sol não é um poder centralizado, mas um Poder Cosmificado… não é um trono separador, mas uma força congregante.

É o sentido maior do cristo Cósmico acontecendo em Aquário. Cristo é o Aguadeiro, Cristo é a fonte das Águas da Vida, Cristo é o tradutor da Presença-Deus em seus planos e níveis superiores, e Ele disse:

NINGUÉM VAI AO PAI A NÃO SER POR MIM, ATRAVÉS DE MIM…
e isso se faz uma verdade absoluta no nível 11 do Zodíaco. Isso explica porque aquarianos geralmente são rebeldes contra poderes localizados, e tem dificuldade com autoridades, eles simplesmente não aceitam a restrição do poder ou a centralização do direito.

Lutam por justiça social, igualdade e fraternidade, e sua força e empatia costuma produzir, por incrível que pareça, líderes das causas perante os povos. Eles mesmos acabam deslocando o poder sobre si, mas diferente dos leoninos, signo que lhes é oposto, não fazem isso por vaidade ou desejo de destaque e brilho sobre os palcos do mundo, mas fazem isso por um puro impulso de liberdade, e porque realmente sentem a dor e as injustiças sofridas pelos outros como se fossem suas…

Aquarianos são os melhores amigos por isso, porém, não são muito inclinados a casamentos ou instituições que lhes vetem o desejo maior que possuem, o de serem livres, e o de lutar pela liberdade dos outros.

Raramente conseguirão materializar seus sonhos de liberdade e suas lutas sociais se estiverem atrelados a uma família e a inúmeras responsabilidades limitadoras. Aquarianos são como pássaros, a vida só lhes fará sentido enquanto estiverem voando… e esse vôo de liberdade começa pela chama do seu pensamento rebelde, revolucionário, questionador, muitas vezes, utópico.

Ele precisa aprender a se equilibrar aqui, porque estamos num mundo físico que não pode ser tomado como a terra das estrelas que ele visita em seus sonhos… esse mundo ainda exige poderes centralizados e instituições vigentes.

Os aquarianos nunca se CASAM com alguém, eles na verdade se casam com seus ideais. Melhor será se esse alguém que amar um aquariano, case-se junto com ele a tais ideais e idéias que ele precisa partilhar, como o ar que respira… caso contrário, o cônjuge de um aquariano se sentirá como um estranho, e mesmo vivendo ao seu lado por anos a fio, se sentirá que, na maioria das vezes, está a anos-luz de distância do seu coração.

Porque o aquariano tem essa facilidade de se desligar da realidade nos seus pensamentos e sonhos de Ícaro, e quando você percebe, ele está ali, do seu lado em corpo físico, mas anos-luz distante nos pensamentos, tocando as estrelas, seus discos voadores, suas dobras do tempo, suas sagas cósmicas, enfim, suas aventuras que ele mesmo não sabe contar… mas sabe sonhar!

Aquarianos geralmente são professores natos, e a amizade que professam, sempre sincera e maior do que eles mesmos no seu código emocional, a qual, na forma de um amor incondicional, se expressa em toda a sua carga de sinceridade e afeto no ato de ensinar, que para eles é como uma partilha que fazem, entregando ao amigo tudo o que o seu espírito possui.

A amizade é o grande dom deste signo, é a sua maior e melhor forma de amar. Por isso, em Aquário, encontramos a transição entre o EU e o TODO em uma precisa cosmologia que, a partir de seus valores, começa a fazer todo o sentido! Aquarianos realmente precisam partilhar suas ideias sob o risco de um represamento mental e um colapso da alma, sufocada pelas paredes da vida comum!

Aquário é o ponto de contato entre o Eu e o TODO, entre o individual e o coletivo, é o sentido CRISTO das religiões, de todas elas, em suas linguagens específicas. Sua força de reintegração é vertida nos valores da fraternidade e igualdade que regem este signo, bem como no mais alto sentido de LIBERDADE que os molda desde o berço…

Jesus Cristo assumiu uma missão aquariana, lutou contra reis, desmascarou os sacerdotes, feriu o Estado corrompido e a Igreja vendida de seu tempo, para promover a liberdade social e a Justiça divina na Terra.

Jesus foi a Voz aquariana mais poderosa em nosso planeta, e outras vozes houveram, como ele, em outros lugares e épocas, com a mesma missão: descentralizar poderes já corrompidos e devolvê-los à matriz divina, que é donde saíram, para que eles pudessem ser restituídos e renovados por novas mentes e novas lideranças, batizadas pela sabedoria do Alto, da Luz de Urano.

Toda voz aquariana é uma voz, antes de mais nada, popular. Não nasce em berço de ouro e nem é sucessor de coroa alguma, porém, o próprio povo a reconhece e a elege como sua representação diante de um sistema corrompido de poderes estabelecidos não mais pela Justiça divina, e sim, pela conformidade das mentiras do reino vendido por dinheiro e interesses estranhos às necessidades do povo, aliás, esses poderes corrompidos se estabelecem por causa disso, desse regime de imposição e escravidão do povo, sob variadas formas.

A Luz eterna é imutável em suas dimensões divinas, mas na Terra, por vezes, as doutrinas entram em corrupção pela ação do tempo e do ego humano, e precisam ser recicladas. Aquário é o melhor funcionário do Zodíaco para essa missão.

E Aquário é a voz do Povo, não a voz de um povo adormecido, covarde e submisso ao sistema. Aquário é a voz de um povo acordado, desperto, consciente, humilde ao Criador e fiel às Suas Leis. Esse povo é que a voz de Aquário tem o poder de reunir para combater sóis tiranos, quando os encontra. Há toda uma cosmologia humana aqui paralela à cosmologia das estrelas… há uma estrela invasora submetendo o astro-rei (Sol) a colapsos gravitacionais e impactos de energia, para reformar o planeta e o cosmos inteiro.

Essa é a linha de trabalho de Aquário, mas há que se dizer: a revolução aquariana nunca foi uma força cega e desnecessária, mas o próprio Deus a aciona, em estrelas ou em canais humanos, quando ela é necessária em um sistema corrompido, caduco, fossilizado em mentiras e crenças, escravizante, limitante e sujeito a involução.

Aquário deve ser chamado e entrar aí como um fogo revolucionário, que destronará reis déspotas e fará subir ao trono reis justos e sábios. Isso sempre aconteceu em nosso mundo, sob a influência aquariana, que é cíclica, e que hoje, alcança seu ponto máximo, tanto no sentido cosmológico quanto no sentido social, trabalhando juntos para renovar todas as coisas conforme o Apocalipse.

Isso não quer dizer que o aquariano seja um guerreiro sangrento, até porque a sua melhor arma não é a espada, mas sim a inteligência e a carga de ideias renovadoras que sua mente produz por minuto, como o fluxo das águas daquela ânfora mencionada… e sua melhor estratégia não é a batalha sangrenta, mas o contágio popular dessas idéias numa luta silenciosa e eficiente ao longo do tempo…

Aquário nasce com uma espada na garganta, e sua voz tem um estranho e irresistível poder contagiante! Ele consegue agregar como ninguém muitas mentes para a revolução! Portanto, aquarianos do tipo inferior são extremamente perigosos, levando o mundo rapidamente a desordem e ao caos, quando não sabem filtrar sua natureza no sentido crístico da renovação. Então, em vez de fazerem o papel de Filho de Deus, caem para o lado BARRABÁS da revolta, cega, violenta, sangrenta e injusta.

Voltemos ao exemplo do Aquariano Jesus… ele nunca empunhou uma espada e jamais derramou sangue de alguém… muito pelo contrário, ele empunhou apenas uma ideia, uma ideia chamada REINO DO CÉU e uma lei chamada AMOR FRATERNAL… e em vez de lutar, entregou-se de corpo e alma em nome de sua Causa, e por isso, venceu todas as batalhas e contagiou o planeta inteiro com sua ideologia crística, que não começou nele neste mundo, mas ganhou força absoluta e invencível com ele.

Aquário só pode fixar sua ideologia no mundo, da mesma forma que as estrelas fixam sua luz no universo, a partir do sacrifício. Afinal, a estrela consome a si mesma para gerar luz, calor e vida aos sistemas…

Em Aquário, finalmente, o Maior passa a reger o menor, e Deus assume o controle do Instrumento-alma não de uma forma arbitrária e cega, muito pelo contrário, em perfeita comunhão e consentimento deste Instrumento humano perante o seu Criador e Mestre Maior. Aquário até respeita as instituições e os poderes centralizados das mesmas, porém no seu coração ele sabe que o Maior Poder nunca foi centralizado, nunca sentou-se num trono, nunca assumiu esta ou aquela religião ou instituição, mas antes, se fez Total, se fez Absoluto, Amplo, cósmico, infinito e transcendente, acima de todas as leis isoladas, crenças fabricadas e pensamentos limitados.

Mas até o Poder Ilimitado precisa se fixar em núcleos, em tronos, em instituições e lideranças para fazer a ponte entre o Imanifestado e o Manifestado, permitindo que o Universo aconteça, e a Vida apareça.

O coração é a centralização vital do nosso corpo.
É o trono do Sol vital em nosso corpo, servido pela irrigação sanguínea, esta que representa o fluxo da energia aquariana no corpo, agregando todas as células para o serviço incondicional ao Rei. Porque, quando o sangue se rebela, o coração pára, e isso não é bom.

Aquário é o vidente do Amanhã, é o Canal da Luz Suprema, é a Voz da Renovação. É a Religião da Consciência Cósmica, fundindo ciência e mística em um único guia de sua alma, coração e vida, onde tudo só assume o seu sentido quando PARTILHADO. Este é o segredo da Luz de Aquário, brilha porque é partilhada, e fala a Verdade porque desejou antes de tudo se libertar da mentira, de todas elas. E nesse desejo de Verdade e de Liberdade é que este signo foi talhado à imagem e semelhança do Filho, o Cristo, a manifestação e espelho do Pai.

Vamos agora olhar outra vez a pintura de Johfra, que ilustra muito bem todas essas concepções do signo 11 do Zodíaco, Aquário, a etapa final antes do Mergulho nos braços do Pai, a Face Imanifestada de Deus, o Absoluto, anterior a própria Criação.

E começo com esta palavra ‘CRIAÇÃO’, e a ilustração:
NO PRINCÍPIO ERA O VERBO, E O VERBO ESTAVA COM DEUS, E O VERBO ERA DEUS!

O Verbo é realmente o ponto de ligação do entendimento do signo de Aquário como estação das almas que subiram a condição de habitantes das estrelas, e cidadões das galáxias na qualidade de Anjos, de Hierarquias empossadas, após todos os trabalhos anteriormente descritos.

Imagine o nosso mundo, com todas as suas qualificações de trabalho, suas áreas, carreiras e vocações, pessoas habilitadas para diversos tipos de ofício, e uma grande empresa com escalão ou graus conforme o tempo e a maestria de um funcionário, do mais humilde servidor até o mais honrado presidente… não é errado fazer essa associação com o sistema hierático encontrado no signo de Aquário, porque o céu se torna um grande edifício no qual Anjos se dividem hieraticamente em suas tarefas perante o Grande Criador.

Ainda que a diferenciação, no final, migre para a Unificação espiritual, a verdade é que a Evolução das almas não existiria sem a diferenciação, que promove o despertar e desenvolvimento da individualização espiritual antes de unificar as almas em aprendizado com a Divindade. Primeiro, Deus tem que se fazer realidade consciente na alma, para que ela possa unir essa realidade íntima com a Realidade infinita.

É a célula se tornando autônoma dentro do organismo maior. Deus dentro chamando Deus fora, e o Amor dos dois lados coligando tudo o que, ilusoriamente, o Universo fragmentou justamente para ensinar o caminho da Unificação (Religare) aos seres em aprendizado.
Isso se chama Escola da Evolução cósmica, e a sua meta maior é ensinar a ciência e a consciência do Amor Ágape aos espíritos.

Separar para reunir, dissolver para coagular, descer para subir, perder para ganhar, morrer para renascer, enfim, são axiomas da alquimia dos espíritos que, muitas vezes, soam paradoxais aos ouvidos da razão materialista.

O Livro de Enoque declara que cada estrela é a casa de um Anjo, seu templo-morada, e que Uriel é o Anjo da Primeira Ordem, e ele foi criado antes de todos os Anjos (o Primeiro), e seu nome significa LUZ DE DEUS *AUR, que tem relação direta com o nome grego URANO, o céu, a casa da luz.

Assim, Uriel conhece os Anjos pelos seus nomes e os comanda na grande Empresa celeste chamada ZODÍACO, e o Zodíaco, conforme o mesmo livro descreve, é a forma como os antigos definiam os departamentos do céu, conforme a organização hierática dos Anjos e as regências planetárias, Sol, Lua, Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno, os Sete Anjos principais.

A resultante de toda essa organização de inteligências numa cadeia integrada de Mentes é o que gera a rede de influências que cerca a Terra, e se espalha em todo o Cosmos. Seria o esqueleto do Universo, a radiografia das energias das estrelas, Sol, Lua e mundos interconectados, cada qual assumida por um Anjo, Inteligência e grupos organizados.

Urano-Aquário, o signo terceiro do Ar, o ar das elevações e dos mais altos e nobres ideais de vida e de além-vida, o ar que “toca as estrelas”, ar das viagens mais elevadas da mente.

Aquário, signo altamente idealista, quando não, utópico e surrealista, choca o mundo comum, seja para melhor, seja para pior. Quando não é um gênio que celebra o mundo com descobertas úteis e revolucionárias, penderá para o espírito rebelde e anarquista, que tem dificuldades com superiores e com leis e instituições vigentes.

Ele defende a descentralização do poder. Mas o poder centralizado é necessário, e sua ação só sera justa e necessária, como falei antes, quando esse poder se encontra corrompido e viciado nas cadeias da mentira, do despotismo e da manipulação.

O Aquariano precisa encontrar esse equilíbrio, precisa saber quais os limites entre o conservadorismo e a inovação. Certas coisas nunca podem ser mudadas, porque são a base de tudo, e já outras podem e devem ser mudadas de tempos em tempos em nome da renovação.

Discernir entre uma e outra é o grande desafio para a inteligência e a sabedoria dos aquarianos, regidos ao mesmo tempo por Saturno e por Urano.

Na Grande Árvore Sefirótica, temos, lado a lado da coroa suprema (Keter), as casas de Saturno, BINAH, a Inteligência, e de Urano, HOKMAH, a Sabedoria, e enquanto a Inteligência deve sempre renovar, a Sabedoria deve sempre conservar.

O dom estelar de Aquário é a compreensão natural da religião cósmica e da grande Lei da Ordem que tem sentido na essência da amizade e da partilha, sob os valores da igualdade, da liberdade e da fraternidade.
Aliás, todos esses movimentos libertadores do mundo sempre nascem sob a influência de Aquário-Urano.

A Astrologia é uma ciência aquariana, e devemos saber que a Astronomia nasceu dela na antiguidade! E depois aconteceu uma ruptura, porque os modernos “cientistas” deixaram de compreender a influência psíquica dos astros sobre os seres vivos, especialmente sobre as mentes, tanto individuais quanto coletivas, e essa chave foi perdida…

Os sábios antigos posicionavam os astros no céu, mas a sua principal busca era a leitura das mesmas posições para interpretações de influências psíquicas! Agora faço um resumo de como funciona esse mecanismo da Astrologia.

Tudo começa a partir da teoria da MENTE CÓSMICA, que se move nos fractais dos pensamentos combinados.
O TODO está muito além de ser apenas a mera somatória das partes, porque as partes foram feitas a partir de um TODO que existiu antes mesmo delas existirem nele!

Então, a captação das influências astrológicas acontece por causa desse elo comum entre as mentes e os astros, elo chamado PENSAMENTO, ENERGIA MENTAL.
E também, padrões harmônicos baseados em matrizes vibracionais!

Assim, imaginemos o Sistema Solar, com todos os seus planetas e satélites, dos conhecidos aos desconhecidos pela ciência, e a contar da Lua e de sua órbita, sim, a nossa Lua, o astro mais próximo da Terra e, ao lado do Sol, o mais influente, e a partir desse binômio principal de influência sobre a Terra, acrescente todos os planetas e até as estrelas,,,, e imagine o Sistema Solar como uma célula integrada de forças, uma pequena célula dentro da Galáxia, um órgão maior, e imaginar que todos os astros, luas e planetas em movimento criam, a cada instante, um PADRÃO HARMÔNICO RESULTANTE de todas as forças e harmonias lançadas pelos astros em conjunto, e que esse PADRÃO RESULTANTE é de ordem vibracional e se transforma em comandos mentais a partir, ou na quinta dimensão, e estes padrões nunca se repetem duas vezes, ou seja, cada padrão eletropsíquico é único.

E este PADRÃO OU DESENHO ELETROPSÍQUICO DA FOTOGRAFIA INSTANTÂNEA DO SISTEMA SOLAR NUM DADO INSTANTE “t” é o que vai vibrar e impregnar todo o espaço ao redor.

É exatamente este desenho eletropsíquico planetário, de padrão único e nunca repetido, que fica registrado na mente de uma criança que nasce, no exato instante em que sua alma entra pela primeira inalação… nesse instante, é como se o fio fosse conectado, o fio condutor da eletricidaded vital, e todo o sistema nervoso é ligado na fonte da alma, e então, o cérebro grava e registra aquele padrão astronômico na forma de uma matriz harmônica complexa, onde estão escritos em código eletropsíquico todos os impulsos, potenciais e natureza de personalidade, junto com os atributos físicos e vitais do corpo, bem como as linhas gerais do seu destino, e esse desenho eletropsíquico, que começa a imprimir a sua assinatura pessoal sobre o DNA celular construído, criando uma simbiose de elementos que combinam hereditariedade e meio ambiente na esfera existencial, não vai mudar até o dia da morte… nesse dia, ele é apagado do cérebro, que morre, enquanto a alma carrega para o Limbo apenas a soma de boas e más experiências que realizou com os instrumentos psíquicos que a Astrologia lhe deu ao nascer… e por eles responderá pela obra que irá apresentar, boa ou má, ou mesmo ausente.

Lhe perguntarão os juízes:

Quantas casas construiu com os instrumentos de alvenaria que nós te demos?
Quantas canções compuseste com os instrumentos musicais que nós te demos?
Quantas árvores plantaste com as sementes fornecidas?
Quantos livros escrevestes com o dom da palavra recebido?
Quantos doentes curaste com o dom da cura que lhe foi entregue?
Etc…

Basicamente, esse é o modus operandi da Astrologia, uma ciência legítima que nasceu antes mesmo da Astronomia e que estuda estas matrizes harmônicas de influência eletropsíquica a ser impregnada no cérebro, na mente, na rede nervosa de todas as criaturas, no momento do seu nascimento, quando o corpo físico começa a funcionar, a semelhança de um aparelho novo ligado na tomada, a fonte, que é a alma.

E também, com o tempo, os astros continuam sua linha de influências a partir daquele desenho ou matriz original, acrescentando tendências de momento.

Contudo, esse modelo jamais ferirá o livre-arbítrio de nossas escolhas, apenas sabemos que as influências astrológicas matizam a personalidade de cada um e direcionam os destinos de acordo com certas linhas preferenciais, as quais podem ser alteradas drasticamente pelas escolhas pessoais.

Esse é o sumário da ciência de Urânia. E aquarianos nascem com um dom natural para as ciências do céu, Astrologia, Astronomia, Ufologia… eles entendem por intuição a linguagem das estrelas…
Mas voltemos ao signo, ao belo signo composto por Johfra.

A têmpera predominante é a azul… e não poderia ser outra, o azul dos ares celestiais, o azul dos ares que a alma respira, e que se traduzem por espírito, já que ar e espírito são sinônimos na ciência oculta e doutrina secreta… esse ar espiritual se mescla sutilmente com as correntes fluídicas da Grande Ânfora, que representa a Mente Aquariana e seus pensamentos cheios de originalidade, de inteligência, de criatividade e gênio se espargindo ao redor, na definição mais pura do termo INSPIRAÇÃO.

Essas águas também representam a matéria-prima da Criação, ou seja, as nuvens esparsas e muito abundantes de gás Hidrogênio, donde as estrelas novas se formam, o elemento mais abundante do Universo, o primeiro átomo e molécula formados no Cosmos saído do Caos anterior de fogo e ausência de forma.

Essas águas regam sete flores de Lótus resplendentes.

Um símbolo simples mas totalmente amplo e profundo, o setenário espiritual da Iniciação! As águas da transmutação vital alimentando os sete chakras de luz no Cosmos-Homem, ou Microcosmos, a partir da mente, o cérebro, que é o órgão da transmutação dos elementos e energias inferiores e instintivas do corpo, transformando-as em luz, consciência, inteligência criadora.

Os Sete Lótus representam também os sete dias da Criação, e os sete níveis do Universo criado.

Essa é a visão microcósmica ou humana do símbolo, mas no macrocosmo, o seu aspecto nos fala do Hidrogênio puro nutrindo os sistemas cósmicos do Universo, galáxias, estrelas e mundos, as primeiras águas ou matéria-prima fundamental, e essa cena nos remete àquela divisão das águas em águas superiores e águas inferiores, no segundo dia da criação.

Note que o próprio símbolo emblemático de Aquário apresenta duas ondulações paralelas, ilustrando as águas superiores acima das águas inferiores (embora o Hidrogênio cósmico seja um gás – e Aquário é regido pelo ar ritmo fixo, energia que constrói os objetos cósmicos, fixando-os no espaço e no tempo – porém, na simbologia bíblica, este gás é a matéria-prima secundária, saída da matéria-prima primária, o caldo das partículas originais pós Big Bang)
.
O que lemos no Segundo Dia do Gênesis?

Que certas águas originais, antes mesmo da expressão da esfera de Aquário, existiram por si mesmas, e delas saiu o nosso mundo, o universo, toda forma, matéria, energia, peso, espaço, tempo e densidade.

Certamente que essa simbologia toda fala das águas de Peixes, a etapa final do ciclo, e que é a inicial, o ponto de partida, quando o círculo se fecha no mesmo ponto onde começou.

Pois bem, essas águas sublimadas, águas superiores, são as que se cristalizaram no céu, nas estrelas, e as águas inferiores vieram a dar forma a nosso mundo.

Então, Aquário porta em sua ânfora as águas superiores, transmutadas, aquelas que alimentam o sistema setenário cósmico em suas origens, antes mesmo de existirem planetas e vida como o que temos aqui. A Mente de Deus transmuta as Águas originais em duas modalidades, superiores e inferiores. As águas sobem aos espaços celestes para condensar-se em estrelas, e depois, as águas inferiores, mais densas, se precipitam nas dimensões mais baixas, e cristalizam a ordem de mundos onde a vida acontece (relacionadas ao signo anterior, Capricórnio e Saturno, a raiz de toda matéria e forma densa, e Saturno é sub-regência ou co-regência de Aquário).

Essa é a cosmologia que alcançamos em Aquário.

O Espírito transcendido em Terra que sobe a estas dimensões urânicas é homem transfigurado em Anjo, e seu destino é a morada das estrelas e o ofício de operador da Cosmologia dentro do Exército do Verbo, a energia CRISTO do Universo, segunda face de Deus, a face Manifestada. E realmente esse espírito terá o Infinito diante de sua jornada, porque ascensões e graduações ainda mais altas se mostrarão diante de seus sacrifícios, de suas lutas e obras, de sua aplicação eficiente de consciência e inteligência na Obra imensa do Cosmos, da qual ele tem a honra e o merecimento de participar junto de DEUS como agente co-criador.

E ao fundo, o que vemos?

UM grande crânio como um PORTAL CÓSMICO e uma estrada solitária… e sobre ela, caminha um peregrino igualmente solitário… que é aquele peregrino, Anjo ou Filho de Deus que, de Aquário, deseja ir além… deseja mergulhar no Oceano Primordial, aquele onde os dois peixes felizes nadam, almas gêmeas cristificadas, e uma vez que ali mergulhem, é para nunca mais voltar… e então, em Peixes, o Pai termina um mistério para começar outro.

Se tens amor no coração e o desejo de infinito no peito, então se prepare, porque a viagem começa quando esse amor no coração te chama outra vez ao começo de tudo, quando então o desejo do infinito volta a reclamar em teu peito com instância por esse amor perdido e por essa viagem inadiável… aquele portal de CRÂNIO com um templo de luz no final da jornada significa A DISSOLUÇÃO FINAL, onde até as estrelas dissolvidas no mar primordial deixarão de significar o sentido maior do Universo, porque justamente não são a etapa final, apesar de terem guiado até aqui todo peregrino das estrelas…

Aquele Crânio significa a grande morte e ruptura com tudo o que é definível, concreto e racional, para se penetrar em dimensões além das próprias dimensões, onde tempo, espaço, mente e corpo, matéria e energia, já inexistem como entidades reais, e, subindo muito além de toda definição racional possível, se tornam apenas um sonho deixado para trás, por aqueles que conseguiram mergulhar na essência divina do PAI e finalmente se tornaram UM com o Seu Amor… esse mesmo PAI que já está sorrindo diante do FILHO, esse Aguadeiro, esse CRISTO que tanto trabalhou nas oficinas do Cosmos para entregar sua Luz, seu Amor e sua Vida a todos aqueles filhos nas esferas abaixo e que ainda não viram a Sua Bondosa Face e nem sentiram o seu Infinito Amor…

 

 

 

JP em 02.07.2019

Comentários