Templates by BIGtheme NET

O Anjo passando pela Terra

O Anjo da Morte? Tenho reparado numa grande analogia entre o evento atual da Pandemia com o evento da décima praga do Egito, o Anjo libertador ou Anjo da Morte.

E esse Anjo só desvia de uma coisa: o Signo da Cruz.

No Apocalipse, este Anjo, o Anjo da Morte, pode ser interpretado como sendo o Sétimo Anjo, aquele que toca a última trombeta. Podemos encarar a pandemia com uma sonora trombeta de alerta.

O mundo inteiro entrando em Quarentena por causa dessa pandemia, e justamente na época de quaresma da Páscoa?

É interessante ver nações não-cristãs realizando uma quaresma “forçada” de recolhimento e oração por proteção.

Casualidade? Ou um aviso global, para todas as pessoas, independente de crença, raça, cor ou posição social, de que algo maior ainda está por vir… algo profetizado que viria sobre o mundo quando chegasse o tempo da grande colheita espiritual da Terra.

Porque o Anjo da Morte é exatamente isso, o ceifador do tempo.
Ele deve recolher tudo o que plantamos na vida e depositar diante da Balança do Grande Juiz.

Ano passado, em 2019, eu anunciei: 2020 será o ano do Julgamento em dobro, porque a humanidade já se encontra madura. E nenhum agricultor deixa para colher seus frutos quando o Inverno chega, porque isso significaria perder tudo. Ele deve colher ANTES do grande Inverno que chega.

Uma grande hemorragia está sangrando o Sistema Financeiro Mundial, e podem estar certos, com ou sem Pandemia, os poderosos deste mundo irão sangrar o povo, isso mesmo, para tentar repor suas enormes perdas e prejuízos.

A Pandemia realmente se relaciona com o quarto cavaleiro do Apocalipse, a peste (amarelo, raça oriental) que seria seguida de guerra, fome e pragas.

Daqui para frente, o mundo nunca mais será o mesmo e nem voltará ao normal.
Porque “normal” o mundo nunca foi.
Digamos, o mundo esteve até agora dentro de um estado de “anormalidade controlada”.
Porém, corremos o risco de entrar num estado de anormalidade sem controle.
Algo conhecido por CAOS.

Vigiai e orai.

JP em 26.03.2020

Comentários