Templates by BIGtheme NET

No Princípio era a Onda…

 

Se ondas sonoras transportam massa (conforme recentes estudos e experimentos demonstraram), então, se submetem a Gravidade. Esta é a primeira associação singular entre Som e Gravitação universal.

 

E se Gravidade é também um campo de oscilações (ondas gravitacionais) que interagem com outros sistemas gravitacionais (e suas ondas) e se ondas sonoras transportam massa, então ondas gravitacionais assumiriam uma característica similar, transportando não massa (talvez, minimamente) entre os sistemas interconectados, mas energia e SOM.

 

É uma conexão interessante que nos ajuda a desvendar o mistério do Espaço-Tempo na forma não mais de um vácuo inerte e escuro, mas de um tecido flexível propagante de energia e massa, oscilações e vibrações, que se revelaria PLENAMENTE ILUMINADO e integrado na observação do referencial do Hiperespaço (4D), quando então todas as suas propriedades desconhecidas pela Física 3D seriam descobertas.

 

O Som (ondas acústicas) transporta massa, e ondas gravitacionais transportam energia entre sistemas macro de massa. É um modo paralelo de se dizer que ondas gravitacionais transportam massa?

 

Não exatamente, creio. Até porque não existe deslocamento de macro massa entre os corpos planetários, estelares e galácticos em ondas gravitacionais, porém, na analogia com as ondas sonoras, as ondas gravitacionais, num meio propagante ainda não decifrado pela ciência moderna (o Hiperespaço 4D), se comportariam como aquela Música das Esferas vibrando no Éter, conforme anunciou Pitágoras, negando o vácuo inerte e escuro dos físicos, mas assumindo que o meio que comporta o tal Éter ressonante só pode ser observado no Hiperespaço da Física das Dimensões.

 

Se ondas sonoras transportam energia, então transportam massa, porque no binômio da equação, massa e energia são equivalentes na relação inversa do quadrado da velocidade da luz.

 

E se ondas luminosas transportam energia, transportam também a partícula do fóton, considerada massa de valor nulo. Mas é massa, é quântica, sustentando o conceito da luz como onda-partícula.

 

Não que o som seja articulado em partículas sonoras em sua estrutura de onda, até porque o Som participa do mistério do Verbo de Deus, imaterial em sua própria condição de ORIGEM de todas as coisas. Mas a analogia do fenômeno ondulatório em várias estâncias do Universo não deixa de ser interessante, por ser exata.

 

A Teoria das Cordas esbarra nesses conceitos e confirma a sabedoria antiga, que declara que o SOM criou todas as coisas, inclusive as partículas e suas forças e campos, e as energias derivadas, modificadas nos sistemas fechados, o que anula o falso conceito do espaço como vácuo inerte e cheio de nada… ou ainda, de matéria escura indefinida… esse é outro conceito equivocado com os dias contados.

 

A Analogia rege o Universo, e a Simetria nos mostra atalhos importantes para se compreender melhor as suas leis.

 

A Ciência 3D cada vez mais perto da tremenda declaração de que NO PRINCÍPIO, ERA O VERBO, que criou todas as coisas, porque era Deus, Verbo esse que não carrega nenhuma energia ou matéria em sua modulação original, mas somente espírito inteligente e consciência, a fonte de tudo o que existe!

 

JP em 24.04.2019

 

Veja também:

 

Revolução na Física: Ondas Sonoras transportam massa!

 

 

Comentários