Templates by BIGtheme NET

Necrópole descoberta no Egito contém ‘mensagem do além’

Um cemitério com dezenas de sarcófagos foi achado recentemente ao sul do Cairo; local com mais de 2 mil anos de idade deverá exigir cinco anos para ser totalmente explorado por arqueólogos.

egito-mumia

A necrópole foi descoberta na cidade de Menia, ao sul do Cairo Foto: Reuters / BBCBrasil.com

Encontrar uma necrópole com dezenas de caixões de pedra no Egito não é algo que acontece todos os dias, e é ainda mais raro achar em meio a tudo isso um colar com uma “mensagem do além”.

Este cemitério egípcio, descoberto na cidade de Menia, ao sul do Cairo, tem mais de 2 mil anos de idade. Estima-se que serão necessários cinco anos para escavar e explorar totalmente o local.

O ministro de Antiguidades do Egito, Khaled al Enany, informou que foram encontrados 40 sarcófagos, joias, utensílios de cerâmica e uma máscara de ouro.

Também foram achados artigos funerários que datam do final do período faraônico até a época primitiva do período helênico do Egito, por volta de 300 a.C..

“Esse é só o início de uma nova descoberta”, disse Al Enany a jornalistas. “Logo teremos uma nova atração arqueológica no Egito.”

Mostafa Waziri, chefe da missão arqueológica, disse que foram encontradas oito tumbas nos últimos três meses, mas ele espera que sejam descobertas outras.

“O trabalho de escavação está programado para os próximos cinco anos com o objetivo de achar todos os sarcófagos do cemitério”, disse.

egito-descoberta

As tumbas encontradas têm mais de 2 mil anos de idade Foto: Reuters / BBCBrasil.com

Waziri disse que muitas das tumbas e artefatos pertenciam a sacerdotes que veneravam o deus egípcio Thoth.

Também foram encontrados quatro jarros bem conservados com tampas desenhadas para que se parecessem com os rostos dos quatro filhos do deus Hórus.

“Eles ainda contêm órgãos internos mumificados. Os frascos estão decorados com textos em hieróglifos que mostram o nome e os títulos de seus donos”, disse Waziri.

Mas outra coisa também chamou a atenção de todos na equipe de arqueólogos.

Waziri qualificou como uma “maravilhosa coincidência” ter descoberto na véspera do Ano Novo um colar que tinha a inscrição “Feliz Ano Novo” em hieróglifos.

“Foi uma mensagem enviada do além”, disse.

No início desde mês, os arqueólogos encontraram a tumba de uma antiga sarcedotisa de 4,4 mil anos de idade.

egito-jarros

Os quatro jarros encontrados na necrópole ainda conservam órgãos mumificados dos falecidos Foto: EPA / BBCBrasil.com

Estava adornada com pinturas murais bem conservadas que representam a sacerdotisa Hetpet em uma série de cenas diferentes.

Comentários