Templates by BIGtheme NET

Moeda única, o código 11 e o Governo Mundial

 

 

 

 

BITCOINS

“É considerada a primeira moeda digital mundial descentralizada, e responsável pelo ressurgimento do sistema bancário livre.”

Os Bitcoins, ao meu ver, marcham na direção da moeda única e do sistema financeiro ligado a rede de computadores e ao programa de informação globalizada, que é uma das ferramentas necessárias ao status de Governo Único, prerrogativa principal da Nova Ordem Mundial que, criada por seres humanos mesmo, pode até ter sim influências extraterrestres do lado negativo em aliança.

Moeda digital descentralizada… ensaios da moeda única, e logo, do idioma único, porque a cultura já está globalizada. Todos os tiranos do passado tentaram implantar regimes de Governo Único, mas falharam porque não tinham os instrumentos adequados para tanto. Mas, em tempos de Internet e globalização veloz da informação, o Anticristo finalmente tem os instrumentos a sua disposição para esse propósito.


Essa tendência de sistemas políticos, culturais, ideológicos e financeiros homogêneos e globalizados nos leva para cada vez mais perto do grande projeto da NOM.

Agora, esse 11-11 que está no logotipo da moeda… não viram não?

Por que razão o finado cérebro do capitalismo norte-americano, torres gêmeas, abatidas num dia 11 às 11 horas da manhã tinham o modelo 11 na arquitetura, e não só elas, mas torres gêmeas em vários outros lugares do mundo? Uma alegoria ao 11° chifre, o futuro líder da humanidade? A assinatura 11 me parece explícita.
Relógios estão a nos avisar da hora 11-11 faz um tempão.
Coincidências… dizem muitos. Será mesmo?
As maiores torres gêmeas do mundo.O padrão 11 neste modelo arquitetônico se espalhou em diversas cidades do mundo.

Mensagens subliminares em toda parte, sabemos disso. Detalhe: as torres precisam ser as edificações mais altas das cidades, todas as casas precisam vê-las ao longe… estranho que, no Apocalipse, duas maiores hierarquias se levantam sobre a Terra, e todos os seres humanos precisam se submeter a elas para continuar vivendo, e elas trazem novas ideologias, culturas, soluções tecnológicas, econômicas, enfim… só para lembrar, nas Escrituras, o Anjo caído era o mais alto entre todos, e chegou a ser comparado como a árvore mais alta da floresta… e ele retorna como o chifre 11 da Besta de sete cabeças e dez chifres. O valor de conteúdo do arcano 11 é a Força, a força que governa.

Só para lembrar, Sansão, o homem mais forte do velho testamento, era o 11° juiz de Israel. Curioso, não?

“…E seres imundos como rãs sairiam do abismo para fazer alianças com os reis da Terra e motivá-los a uma grande batalha contra Deus e suas alianças…”

Portanto, não acho de todo impossível a teoria da aliança gray, reptiliana ou similar por trás dessas criações globalistas da Nova Ordem Mundial.

“As Torres Petronas, inauguradas em 1998, são as maiores torres gêmeas do mundo e ficam localizadas em Kuala Lumpur, na Malásia. Com 452 metros de altura e 88 andares, as torres foram projetadas por Cesar Pelli, numa estrutura de aço e vedação em vidro, desenhadas para lembrar a arte islâmica. A proposta das torres é ser um reflexo da herança muçulmana malaia. De noite, quando iluminadas, as torres ganham um encanto todo especial. É possível vê-las de vários pontos da cidade, com todo o seu perfeccionismo e sua base em forma de estrela. Atualmente, as Torres Petronas são ícones da arquitetura mundial. Para visita, é necessária autorização, mas sem custo.”

Eu me lembrei de uma teoria que certa vez ouvi de que o dinheiro em circulação aprisiona a alma das pessoas… isso explicaria porque moedas e notas geralmente, quase sempre, possuem faces humanas em suas ilustrações (a cara da moeda), enquanto o valor vai na coroa: o valor da alma humana em cifrões? Porque não existe nada nesse mundo que prenda mais a atenção da humanidade, quer por necessidade, quer por sonho de consumo e materialismo, do que o dinheiro. Daí a associação com a prisão perfeita da alma, da mente pensante, do coração vital da atividade cotidiana.

Agora, fico a me perguntar: até onde essa teoria não se estende, e até onde não chegará o poder do dinheiro circulante ao se tornar moeda virtual que interage com o cotidiano das pessoas, a partir de seus aparelhos ligados em rede, e em nuvem? Hum… a nota da escravidão mundial assumindo formas imperceptíveis e poderes inimagináveis, e por isso mesmo, invencíveis. Não há nada mais poderoso neste mundo do que a Egrégora criada pelo dinheiro, e pela finalidade materialista do dinheiro. Por isso é que os ideais comunistas celebravam tanto o poder do Capital e da mão de obra… sabemos muito bem onde isso sempre termina…

A revista The Economist de 1988, vol. 306, publicou, que em 2018 o mundo estaria usando uma moeda única.

Também a revista Amaluz publicou o mesmo. Tudo parte de uma agenda que rege a humanidade. O povo se ilude ao pensar que influi em alguma decisão.

Essa publicação concorda com a minha teoria da Hora 11 em 2018 e o início da agenda mencionada. A moeda única desvinculada a bancos e a controles financeiros restritos é a única solução para a base de uma economia de Governo Único. Tanto Hilter como Napoleão, em seus sonhos de Megalomania, visualizavam as moedas e cédulas de todas as nações unificadas sob seu governo, todas com suas faces coroadas retratadas… o mesmo sonho reencarnante que acalenta aquele que está chegando. O modus operandi dele será o mesmo que dos anteriores, mas agora ele tem a vantagem da tecnologia em suas mãos, coisa que os outros não tinham. Como falei uma vez, ninguém vê a Nova Ordem Mundial em ação, apenas seus rastros. Bitcoins são um dos tantos rastros da mesma.

Sim, antigamente eram deuses e gênios e suas efígies que estampavam os pantáculos de poder. Hoje, elas vem ilustradas com homens ou líderes posando de deuses. Reis, monarcas, presidentes, etc.

Há inclusive teorias a respeito das origens do dinheiro como objetos de poder, de controle, semelhante aos talismãs e pantáculos da magia antiga, com o valor de um lado, e a divindade a qual tal valor era associado. Uma coisa é certa: a origem do dinheiro é vinculada ao modelo de poderio dos deuses junto aos homens… Sitchin que o diga, com suas estórias de escravos buscando ouro na Terra Prometida dos dois rios… interessante sua colocação, nos faz remeter a essa conexão entre os antigos “deuses” e os modernos líderes que reconfiguraram os talismãs de poder e circulação de suas efígies pela sociedade por eles controlada. Dizem até que o dinheiro captura a alma das pessoas.

Na prática, é verdade, afinal, não é o lema de todos: O DINHEIRO É A SOLUÇÃO DE TUDO?

Bitcoins podem ser já um ensaio de moeda única vinculada à tecnologia da informação em rede. Não a moeda definitiva em si, um ensaio. Um modelo. Esta é uma moeda ainda sujeita a ladrões virtuais. Mas… ladrões por ladrões… somos roubados nos bancos, nos impostos, em tudo, de formas diferentes. Nada mudará significativamente.

Acredito que a moeda virtual perfeita estará vinculada ao código das digitais e aos chips pessoais que a humanidade usará no futuro em breve, estes sim, invioláveis aos hackers por responderem apenas aos seus códigos de identificação pessoal, muito além de senhas partilhadas por terceiros. Uma espécie de cartão de crédito pessoal e intransferível transplantado na forma de um chip identificável em todos os terminais eletrônicos do mundo, não somente em Bancos.

A marca da Besta, os chips, completaria então a programação do Governo Mundial em todos os setores desejados da sociedade.

Será que a agenda de guerras também não são uma forma de enfraquecer economias isoladas e assim, centralizar ainda mais o poderio das economias emergentes, além da tal “redução populacional”? Eu faço uma soma nessa sinfonia, onde os instrumentos não tocam músicas isoladas, mas tudo está sendo orquestrado numa meta final, o Governo Único.

E… para lançar uma conclusão final sobre o valor real do DINHEIRO… no meu entendimento, nada valem riquezas em bancos e um planeta cada vez mais empobrecido de recursos naturais, como água, terras aráveis, ar puro, vegetação etc… o mundo perdeu completamente a referência de valores. Se matam para possuir o novo modelo de smartphone mas ignoram que em breve não terão água potável para beber ou ar puro para respirar.

JP em 19.10.2019

Comentários