Templates by BIGtheme NET

Falando em sonhos…

 

 

Falando em SONHOS, nem sempre o conhecimento prático é o que condiz com os manuais de Psicanálise. Eu procuro me guiar mais pela prática nesse campo. Porque certamente muitas das minhas e das nossas experiências seriam qualificadas por psicólogos como episódios de “loucura benigna”. E que eles então fiquem com sua linha normal de conduta e vida.

Sonhos na verdade são experiências astrais nebulosas, mal digeridas, mal conduzidas. Todos nós, ao dormir, forçosamente temos que abandonar o corpo. A alma ou Psique mergulha no que o Esoterismo chama de Mundo Astral inferior, e o Espiritismo, de Umbral, e ali, uma dimensão de energia mental pujante, cada pessoa fica SONHANDO ou projetando na tela do mundo mental a ação repetida de sua vida no físico.

Assim, as pessoas continuam sonhando com o trabalho, a família, as coisas que faz e deseja, numa sequência cotidiana desnecessária… porque, se a pessoa DESPERTAR desse estado, ela pode começar a voar e tomar consciência de que está em nova dimensão, e daí passa a visitar lugares diferentes e entrar em contato com outros seres, espirituais, extraterrestres e tudo mais.

Mas não é fácil esse DESPERTAR, ele exige técnica e disciplina aplicadas ao longo do tempo, mas os resultados certamente compensarão as dificuldades da caminhada. Contudo, os preguiçosos continuarão sonhando.

Disse um Projetor Astral: “AS PESSOAS SE DEITAM PARA DORMIR, MAS EU ME DEITO PARA ME PROJETAR!”

Nos trabalhos com o Despertar Astral, o desejo intenso sustentado de QUERER SE PROJETAR é que vai gerar no cérebro da pessoa uma série de movimentos neurológicos e bioquímicos que procedem transformações no sentido de preparar a mente dele para o Estado de Fase ou Transição da percepção para outras dimensões!

E do outro lado, conforme seu grau de conhecimento e consciência, será o seu grau de vivências em universos paralelos!

E o cérebro não vai mais transformar muitas destas experiências extra-corporais em sonhos desconexos e meras repetições de assuntos cotidianos. Eu considero tudo isso o começo do Auto-conhecimento.

Sonhos são a porta elementar.

Alguns sábios defendem que nosso EU é múltiplo e ele assume uma vida paralela em cada dimensão, e que a Iluminação plena seria somar todas essas vidas paralelas de forma consciente num continuum de consciência fluindo entre todos os planos, de instante a instante, localizando com precisão a ação de cada Eu consciente da nossa natureza dentro do contexto do Universo multidimensional.

O sonho nem sempre é a mera projeção de desejos. Na verdade, a grande maioria dos sonhos são mensagens do Inconsciente as quais ele coloca dentro do envelope de simbologias e memórias das imagens cotidianas da pessoa. Mas é interessante sempre prestar atenção em elementos “estranhos” ou inesperados inseridos dentro dessas imagens cotidianas de sonhos. Elas conterão a maior carga das mensagens do Inconsciente para a pessoa.

A técnica do DESPERTAR é extremamente simples.

O mais difícil, SEMPRE, é persistir sem desistir até alcançar a Luz!

Manter é sempre mais difícil do que começar.

Se você quiser ver a luz das dimensões ocultas, conhecendo outras realidades paralelas, não existirá outro caminho a não ser o Autoconhecimento, e não existirá outra porta a não ser a prática pessoal.
Se você quiser ver a luz, a luz verdadeira, de dentro para fora, vai ter que se sacrificar.
Não há outro caminho e nem outra porta, nem atalhos e facilidades.
E lá no fundo, você sabe disso. Todo mundo sabe.

 

A Porta de Entrada nas dimensões ocultas

 

JP em 31.07.2019

Comentários