Templates by BIGtheme NET

Experiências fora do corpo e a Física Quântica

 

 

Distorted worlds

 

 

O Túnel Quântico das Viagens da Alma

A Física da Alma

Vou desenvolver este tópico a partir de relatos de experiências pessoais, porque o cérebro bem treinado e a mente bem desenvolvida possui a mais sofisticada tecnologia de todo o Universo, perfeitamente sintonizada com todas as energias, frequências e dimensões do Cosmos, e se torna o laboratório mais preciso e mais eficiente para as experiências tanto do autoconhecimento como do acesso ao conhecimento universal disponíveis para a alma encarnada!

Se, ao acordar ou, no caminho inverso, realizar uma prática e começar a “ver” imagens dentro da mente (de olhos fechados) isso significa que sua consciência está transitando da Quinta para a Terceira dimensão, ou da Terceira para a Quinta dimensão, situação essa que costuma se aplicada por projetores astrais em técnicas indiretas, mantendo esse estado de transição da consciência com efeitos quânticos na mente, realizando um desdobramento astral quase que espontâneo.

 

Túneis, clarões, luzes, formas geométricas, vultos, paisagens distantes etc, todas essas impressões psíquicas na mente, de olhos fechados, ou quando se acorda ou quando se pratica de olhos fechados (porque não são imagens externas caindo na retina e nem produto de pensamentos, e sim, formas espontâneas que borbulham na mente naquele estado) isso significa o retorno da alma ao corpo ou a saída da alma do corpo, tratando-se de uma estrada de mão dupla, quando então acontecem essas ondulações psíquicas na mente durante a transição 3D-5D e vice-versa.

Essas imagens mentais surgem assim que acordamos ainda de olhos fechados ou quando entramos em prática, dentro de uma espécie de transe da consciência, e são indicadores de oscilações quânticas em função da eletricidade psíquica que flui nos terminais nervosos do cérebro, oscilando justamente por causa da mudança de dimensão da consciência em movimento e das frequências básicas envolvidas.

O meu exemplo, então, é este: o mais comum para mim é ver um túnel do tempo, não como o túnel descrito nas Experiências de Quase Morte (EQM) e alguns sonhos, escuro e com a extremidade iluminada por uma saída. O que eu vejo, além de outras imagens (clarões brotando, vultos, paisagens distantes) é um túnel com várias curvas de nível alterando claro e escuro, exatamente como se costuma representar os Wormholes da Física Moderna.

 

 

 

Essa imagem do TÚNEL, por si mesma, ilustra uma transição entre dois estados de consciência ao se mover de uma dimensão para outra, e essa transição produz essas imagens, luzes e formas na mente quando acorda ou quando pratica exercícios mentalistas, mergulhando em aventuras astrais, sonhos lúcidos, meditação, etc.

Quando eu vejo essa imagem do túnel cheio de níveis alterando cores claro/escuro, é porque isso representa, na tela da mente, infinitos níveis de energia psíquica em movimento, algo que, esbarrando nos domínios da Física Quântica, tem semelhança com o salto dos elétrons nos níveis orbitais do átomo, os saltos quânticos.

A imagem deste túnel parece aquela imagem de uma pedra atirada num lago, e que cria várias ondas circulares de propagação a partir do centro de energia oscilante que a pedra formou na superfície da água. A pedrinha representa a alma pensante ou vibrante entrando (ou saindo) no corpo físico, e os círculos dispostos num túnel, as oscilações produzidas pela mente no campo psíquico.

 

 

 

QUANTA

O Universo é feito de energia quântica, isto é, pacotes de energia discreta, e essa definição começa nos domínios dos elétrons nos átomos e o fenômeno do salto quântico, como se eles realmente saltassem de níveis orbitais de energia sem percorrer espaços físicos, porém cruzando atalhos dimensionais. Algo semelhante acontece com os movimentos da alma nas fronteiras do sono.

O pensamento e a natureza quântica da matéria se encontram na mesma quinta dimensão, ou seja, o universo quântico é a própria base de todos os fenômenos psíquicos de qualquer criatura viva. Por isso, surgem aquelas imagens espontâneas internas da mente em estágios de transição da consciência.

 

 

Assimilando o fenômeno nas técnicas

Se o túnel quântico se projeta no retorno do corpo astral ao corpo físico, então ele pode reprojetar a alma (via inversa) do físico ao astral, se for acionado devidamente, afinal, esse túnel é estrada de mão dupla. a concentração familiar na imagem desse túnel psíquico até fazer com que ele apareça espontaneamente seria basicamente o método.

Fazer o percurso inverso e provocar o transe que faça se abrir o túnel quântico na mente e realizar o movimento de regresso ao mundo astral. As curvas do túnel quântico na mente indicam a sua natureza quântica, oscilante, vibrando em pacotes de energia ou níveis de energia, saltando de níveis dimensionais, como elétrons saltando de níveis orbitais quando estimulados por fontes externas de energia.

 

 

O Túnel quântico das viagens da alma

Não somente as viagens astrais, mas as experiências de quase-morte e alguns tipos de sonhos que experimentam um quase desdobramento astral (chamados sonhos lúcidos) relatam esse túnel em suas percepções. Está mais do que provado que este túnel é a materialização psíquica das percepções lúcidas da alma quando ela experimenta tais transições entre as dimensões astral (5D) e física (3D).

As extremidades do túnel estão conectadas a estas dimensões, e o túnel fica suspenso entre elas, manifestando oscilações ou níveis de energia na transição completa. O túnel flui pelo espaço de separação entre as dimensões, na verdade, no hiperespaço (4D), que é justamente a dimensão intermediária que sustenta os campos de distorção espaço-tempo que suportam todos estes mecanismos de transição dimensional, mas cada percepção é pessoal, e mesmo que o túnel seja o modelo comum, ele sofrerá variações de pessoa para pessoa.

 

 

Mergulhando no túnel da mente

Esta é uma técnica interessante que explora o fenômeno dos túneis, luzes e outras imagens de fundo quântico pintadas na tela da mente em transe e olhos fechados, quando então, como uma câmara escura onde nenhuma luz entra (olhos fechados), nosso cérebro sinaliza, dessa forma, esses fenômenos quânticos luminescentes de transição dimensional.

Com um bom nível de concentração, aliado às práticas de controle respiratório, que fornecem energia mental e equilíbrio, é interessante mergulhar o pensamento dentro desse “vazio escuro” que flutua diante da percepção exterior interrompida e penetrar em sua singularidade, até que esse túnel, luzes ou imagens e paisagens difusas comecem a estalar espontaneamente naquele vazio mental, porque tais imagens e clarões não são pensamentos, e sim, oscilações quânticas na tela da energia psíquica, sinalizando que a nossa mente está entrando em transe ou fase de mudança de coordenada dimensional, e tal situação pode ser intensificada até promover o salto da consciência para outras dimensões.

E se a prática for bem sucedida, você poderá recriar esse túnel quântico na sua mente, e ele lhe puxará para essas dimensões pelo estímulo da energia da concentração, e você saltará de nível dimensional como os elétrons saltam de órbita, regulados pelo mesmo fenômeno em questão, atravessando também túneis quânticos que perfuram o espaço-tempo em atalhos dimensionais.

 

 

A prática:

Concentrar a energia mental no foco central do pensamento e direcioná-lo para dentro, como quem mergulha literalmente dentro da própria mente, gerando o túnel quântico pelo puro poder da concentração da vontade, no melhor do Raja Yoga, a Yoga Rei do controle mental. E quem controla a própria mente, controla qualquer coisa!

Em determinado momento, a alma se sentirá puxada para dentro desse vórtice mental, atraída para dentro de si mesma, como que fazendo valer a exploração interior de forma concreta. Essa técnica ajuda a manter a mente vazia de pensamentos e é excelente para abrir sessões de meditação, onde a luz das conexões cósmicas começa a aparecer dentro da câmara escura que é a mente vazia de impressões psíquicas via sentidos, criando a aceleração de partículas dentro do cérebro, tal como o LHC, regido pelas mesmas leis de aceleração produzida por potentes campos eletromagnéticos existentes no cérebro e sua rede de neurônios e sinapses em tais condições.

E o acelerador de partículas do LHC não pretende descobrir as leis e as partículas infinitesimais que iniciaram a Criação, o Big Bang, incluindo mini buracos negros e portais dimensionais? A mente dos iogues e dos monges da oração e da concentração já contempla tais proezas há milênios! Por isso, tais mestres codificaram as religiões e doutrinas do passado, baseando-se em suas experiências extra-físicas em realidades paralelas de tempo e espaço, em dimensões onde outros seres, espíritos e mundos coexistem com a nossa própria dimensão, realidades estas ainda cobertas pelo véu do adormecimento destas mesmas faculdades do homem comum, caído nas ilusões materiais dos cinco sentidos.

 

 

A mente concentrada e treinada é capaz de abrir seus próprios vórtices, seus buracos negros mentais ou zonas de ausência de pensamento dentro da câmara escura da mente, de olhos/sentidos fechados para o mundo exterior, mente hermeticamente fechada, no vácuo da própria identidade.

Dimensões e tempos paralelos desfilando diante de uma mesma consciência capaz de sincronizar a sua onda mental com todos eles! Porque, no final do processo, o túnel quântico na mente se conecta externamente com túneis ou wormholes reais externos através dos quais a alma verdadeiramente escapa para outas dimensões, e o interno se conecta ao externo num mesmo fenômeno de distorção espaço-tempo produzido pela mais poderosa tecnologia do Universo:

A Mente consciente no controle!

JP em 26.08.2019

Comentários