Templates by BIGtheme NET

Eu sou o que Sou… o que sempre serei!

A tendência de julgar a inteligência extraterrestre como IA (artificial) cresce na medida em que a tendência ao pensamento atual tecnologístico cresce junto, um novo estilo cultural totalmente derivado do progresso tecnológico e suas “falácias”.
As verdades do espírito estão morrendo no coração de muitos.
Os seres mais elevados do Universo tem poderes e manifestações que descartam qualquer tecnologia artificial.

Tecnologia é um acessório, e não o alvo do Universo em evolução.

O SER e todos os seus potenciais a serem desenvolvidos, esse é o alvo do universo.

O SER tem todos os recursos do infinito em semente dentro de si.
Tudo o que o universo possui em escala cósmica, o SER possui em escala individual a espera de realização, como semente de árvore.

Por isso as representações de árvores para o espírito da vida no Gênesis.

A VIDA É A TECNOLOGIA DO SER.

A VIDA ETERNA, a Tecnologia plenamente realizada do SER nos domínios da matéria, do cosmos, do espaço e do tempo.

A tecnologia comum não pode nem criar vida e nem criar inteligência. Seu campo de ação é o artificial, é o simulacro, é a imitação. Flores de plástico, no máximo.

Pode manipular uma e outra.
Mas não criar.

CRIAR é ATO DO SER, ato do espírito.
Jamais poderá ser feito artificialmente.
PS: o UFO DE EZEQUIEL pode ser interpretado de duas formas:

Como um veículo espacial.
Como os poderes plenos de um espírito auto-realizado que tem condições de se locomover em todo o Universo.

Jesus por exemplo, na ascensão, era um destes espíritos, capaz de se mover em todas as dimensões do universo apenas com os recursos inesgotáveis do seu SER AUTO-REALIZADO EM CONEXÃO TOTAL E DIRETA COM O SER CÓSMICO.

Ou seja, a gota do oceano se movendo em toda a sua extensão.
Num estado existencial onde tecnologia artificial nem existe.
Por mais que se especule sobre isso.
E antes que a tecnologia se torne a nova religião das massas, o EU SOU eterno reiniciará todas as coisas, provando que, nas estradas da vida, a máquina sequer pisa.
Porque máquinas não vivem.
Embora o mundo viva cada vez mais em função delas, e não do espírito, a fonte real de tudo.
JP em 02.06.2019

Comentários