Templates by BIGtheme NET

Em busca de Shamballa

 

O Reino Mágico de Shamballa não poderia estar em outro lugar que não fosse igualmente mágico e místico, na quarta dimensão.

Por isso, nunca foi encontrado aqui em missões oficiais, já que é SHAMBALLA QUE ENCONTRA A PESSOA, quando ela está preparada para a paz infinita daquele espaço sagrado.

Qualquer lugar é porta para Shamballa, quando a paz alcança o coração do monge, do peregrino, do eremita, do buscador espiritual, esteja ele andando ou sentado, não importa: a nota espiritual de Shamballa não se alcança com os pés, mas com o coração sereno.

Este é o desafio da Busca por Shamballa.

Se o nosso corpo físico é a nossa Terra particular e o nosso planeta com suas órbitas de interesses e necessidades vitais, fazer do coração a nossa morada de paz e refúgio espiritual da vida, eis o paralelo, eis a conexão a ser estabelecida entre as duas Shamballas, a de dentro e a de fora.

Porque a Shamballa de fora pode ser considerada o coração da Terra, o coração no sentido espiritual…a capital daqueles HOMENS DE BOA VONTADE, os que podem exercer a PAZ NA TERRA, conforme os Evangelhos…

As origens de Shamballa, capital espiritual da Paz estão intimamente relacionadas aos venusianos, os nossos irmãos mais velhos dentro da Hierarquia espiritual do sistema solar.

A Suprema Hierarquia espiritual de SANAT KUMARA teria vindo para a Terra, há milhões de anos atrás, tão logo após a queda de 1/3 dos Anjos na rebelião de Lúcifer, que desestabilizou o planeta por inteiro (o paralelo com aquele 1/3 das estrelas caídas do céu, arrastadas pela cauda do Dragão Vermelho – ou Lúcifer, evoca isso).

SANAT Kumara teria vindo do planeta VÊNUS com outros três kumaras, fundar uma Nova Ordem Espiritual na Terra, justamente para agregar espíritos de luz encarnados, convocando-os para os preparativos de uma Grande Batalha e limpeza espiritual que, culminando em nosso tempo, precisou esperar pelo vértice maior da pirâmide de espíritos chamado JESUS CRISTO, o líder da referida Batalha que tem por finalidade restaurar a paz e o equilíbrio do mundo, transtornado por causa dos lucíferes caídos e seus planos ocultos (o Livro de Enoque detalha isso).

Por tal razão é que Shamballa se explica como uma escola de preparação espiritual. Iniciática, Hermética, é a matriz de todas as religiões do planeta. Se infiltra em todos os sistemas religiosos, silenciosamente, preparando as pessoas primeiro com crenças, e depois, com consciência, quando estão maduras para experiências espirituais mais diretas e menos teóricas. Iniciação é o passaporte para Shamballa.

A meta de Shamballa é espiritualizar toda a humanidade, daí a diversidade de linhas religiosas e níveis de conhecimento, para abarcar todos os filhos de Deus na Terra e não deixar nenhum deles de fora, do mais humilde ao mais alto, e do mais ignorante ao mais sábio.

Mais informações aqui:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Sanat_Kumara

Em qualquer caminho que seja, cristão, budista, xamânico, zen, yoga, Tao, não importa, é como disse Buda:

“Não importa que caminho um homem escolhe para encontrar a iluminação. Importa a iluminação em si mesma. Se esse homem, no caminho escolhido, encontrou a luz, então ele é um sábio”.

Porque todos os caminhos de Deus levam a luz, da mesma forma que todos os rios desaguam no mar.

Nos importa encontrar o nosso caminho, e se ele te conduzir a luz, ali você se tornará um sábio.

E se ele te conduzir ao coração, então ele te levará a Shamballa.
Porque no teu coração é que está o Reino da Luz.

E se não puderes encontrar a Deus dentro de ti, em nenhum lugar lá fora Ele te sorrirá…a porta é o coração, a chave é o amor… e a porta abre… por dentro!

SHAMBALLA É A NAVE-MÃE DE TODA A ESPIRITUALIDADE DA TERRA!

Um hino inspirador dos buscadores de Shamballa, a morada dos inocentes…

 

 

 

Shamballa é um lugar? Sim, um lugar real.
Mas é somente um lugar?
Não, é também um estado de alma, um nível elevado de consciência.
Qual a relação entre nível elevado de consciência e lugar elevado do Universo?
A mesma relação que existe entre a chave e a porta que ela abre.
Shamballa, Éden, paraíso, existem além de portas muito bem fechadas e ocultas.
Somente estados de alma e de consciência elevada compatíveis funcionam como chaves que podem abrir todos estes portais de reinos sagrados.
Inútil bater na porta se a chave ainda não está contigo.

 

JP em 28.05.2019

Comentários