Templates by BIGtheme NET

Crops Circles 2019 (V)

 

 

 

 

 

Novo Crop circle de Etchilhampton, Wiltshire (UK), ontem, 19 de Agosto.

Lua, Sol, eclipse, Nêmesis, alinhamentos e cenário cercado por doze símbolos, de cara, temos o Apocalipse 12 e a mensagem da concepção sagrada. Leiam TODO o Apocalipse 12 e entenderão os movimentos de guerra muito sérios acontecendo.
Ps: exatamente há um ano, dia 19 de agosto de 2018, apareceu a face do CORDEIRO no último crop circle da temporada 2018 naquele país (UK) pelo que pressinto que, infelizmente, este será o ÚLTIMO CROP CIRCLE na Inglaterra, porque a mensagem já foi dada.

Tanto este nascimento crístico na esfera celestial como o poder dos alinhamentos de julho vão trazer (e já estão trazendo) poderosos impactos sobre a Terra.

Vigiai e orai.
Será ainda neste ano…

 

 

Apocalipse 12

Como eu disse antes, acredito que este seja o último crop circle da Inglaterra, fechando a temporada já no tempo das colheitas dos campos, o que acrescenta outro argumento à interpretação: colheita espiritual da humanidade através do cumprimento do Apocalipse 12, análise essa que eu sustento desde os primeiros crops circles deste ano.

Lembremos da primeira formação em Horton, UK, no dia 2 de março, um Ovo eclodindo a vida nova dentro dele!

Agora, este provável crop circle final, mostrando os elementos cósmicos básicos envolvidos no grande alinhamento de julho (Sol, Lua, Nêmesis, Eclipses etc) e cercado por um anel com doze símbolos repetidos, como doze estrelas na coroa da Mulher que está concebendo a Criança, símbolo da Nova Vida e Nova consciência messiânica pairando sobre o mundo.

Messiânica?
Sim, basta comparar com o crop circle que, em 2018, também fechou, no mesmo dia 19 de agosto, a temporada daquele ano, e dentro da Estrela de Davi (símbolo messiânico), vemos a face de um Cordeiro (símbolo messiânico!)
E agora, em 2019, mesmo dia 19 de agosto, esse símbolo parece dizer tudo, e associar o nascimento crístico do Apocalipse 12 ás energias cósmicas desse nosso período planetário tão agitado, turbulento e sombrio… diante do resto das profecias contidas naquele capítulo 12.

Outro detalhe.
Lembram-se da análise do último crop circle anterior a este, do dia 11 de agosto, com 3/4 de um anel externo que já tinha “aberto” em 1/4? E essa conta, em termos de dias, formando 21 dias, nos levava ao dia primeiro de setembro?

A mesma coisa acontece neste novo crop circle, bastando somar 12 dias (os 12 símbolos) à data dele, 19 de agosto: chegará na mesma época, ao dia 30 de agosto, Lua Nova, e que também pode ser enquadrada na simbologia deste novo crop circle. E Lua Nova é Sol e Lua unidos, signo alquímico de geração, concepção: lembrando que Sol e Lua são os astros principais que compuseram o evento astronômico raro de 23 de setembro de 2017, conforme o Apocalipse 12.

Este crop circle, portanto, fecha harmoniosamente todo o conjunto de mensagens crop circle 2019, incluindo os fabulosos modelos de alinhamentos da França!

 

 

 

A Borda do Tempo que se abre?

Desde 2004, alguns crops circles muito significativos começaram a receber um novo adorno, num estilo que se repetiu nos anos seguintes, um anel externo com compartimentos, na maioria das vezes, espirais, representando o tempo em movimento.

Aliás, foi em 2004 que tivemos o primeiro crop circle com esse padrão, ao estilo pré-colombiano de ornamentação no anel das bordas, o que nos traz uma relação direta com aquele calendário e a questão dos alinhamentos, fim de ciclo e profecias planetárias derivadas, algo que parece estar presente no tema deste novo modelo de Etchilhampton Hill.

Notei um detalhe significativo: todos os outros anéis eram FECHADOS nas bordas, mas este, diferentemente, está ABERTO.

O que isso pode significar?
Tempo quebrado, ciclo se rompendo, mensagem sendo concluída?

O que acham vocês, meus amigos?
O que significaria este CÍRCULO ABERTO nas bordas do crop circle? As bordas do tempo, as bordas da Terra foram, serão abertas?

Mensagens foram dadas… chega agora seu cumprimento?
Apocalipse 12, relógio, hora 12, 12 horas, ciclo terminado… as espirais da borda do tempo foram abertas… os relógios que se partem. Os tempos que se extinguem…

 

 

 

As curvas do Wormhole

Também notei semelhança entre a estrutura do Novo crop circle de 19 de agosto com as curvas de um modelo wormhole de 2006, aliás, o ano 2006 foi a temporada dos crops circles estilo wormhole. Curvas formadas por círculos que deslocam seus centros geométricos, dando esse sentido de movimento.

Assim, para não sair da linha, como falamos muito sobre o passeio da Merkabah nestes tempos, e como o Apocalipse 12 também fala que a Merkabah ou Trono de Deus vai arrebatar a Criança nascida nos padrões cósmicos e proféticos assinalados, este novo modelo também sugere tudo isso, ou seja, movimentos dentro do Hiperespaço, o que pode ser outra solução para o mistério das bordas do tempo que se abrem, dando passagem ao Carro dos Deuses!

 

JP em 20.08.2019

 

 

 

Os doze planetas do Sistema Solar segundo os sumérios

“Os sumérios são geralmente considerados os inventores da astronomia, o estudo da observação dos astros.
Existem textos específicos sobre o sistema solar e o movimento dos planetas em torno do sol, na sua ordem correta.
Os sumérios consideravam o sistema solar um conjunto de 12 planetas, contando o sol e a lua.
O décimo planeta era chamado por eles de Nibiru, um planeta além de plutão com uma orbita muito extensa”
(Wikipédia)

Além de alinhamentos, Lua Nova e outros argumentos, este crop circle, reunindo os dois primeiros ao último “planeta”da cosmologia sumeriana, ou seja, Sol, Lua e “Nibiru” (atualizado como Nêmesis, a estrela gêmea do Sol, provavelmente uma anã vermelha-marrom) e rodeado com um anel de doze símbolos mostrando a roda do tempo “aberta”, me sugeriu uma alusão ao número completo de objetos que, segundo a astronomia sumeriana, orbitavam a Terra (no modo aparente, sistema geocêntrico de observação e referência).

Então, os sumerianos, que herdaram as ciências dos Anunnaki, já concebiam tábuas com doze astros, e esse conhecimento me parece evocado neste último crop circle. Porque, além de Plutão e Sedna, temos essa estrela, cuja órbita é realmente muito extensa, excêntrica e, ciclicamente, intercepta a órbita dos planetas do sistema solar ao se aproximar periodicamente do periélio solar.

E quando o segundo sol aparecer, realinhando as órbitas planetárias, a Astronomia terá que reescrever todas as suas bases. O que é incrível, porque tanto as civilizações antigas como a Astrologia clássica já consideravam esse sistema solar duodenário. E os bárbaros… e os medievais… e os primitivos… eram eles!

 

JP em 21.08.2019

 

 

O código numérico crop circle e os UFOs triangulares, merkabás e o teletransporte no Sol

Eu andava estimando que um terceiro crop circle apareceria no dia 18 de agosto, domingo último, compondo um código numérico que forma 33.888, como vimos, uma assinatura crística perfeita, pelo 33 (idade de Cristo) e 888 (Santíssima Trindade no código do triplo infinito, e também associada ao nome Iesous em valores do alfabeto grego).

De qualquer maneira, o que me espantou é que, além do crop circle realmente ter aparecido ali, ele apareceu repetindo o mesmo modelo dos dois anteriores, um objeto triangular se movendo em curvas, níveis e entradas do Sol, ao estilo da Merkabah da Cabala secreta e a Geometria sagrada do Cubo de Metatron, etc.

 

 

Porém, tenho duas notícias, uma boa e uma ruim.
A notícia ruim é que a plantação já foi colhida e não teremos imagens aéreas do crop circle.
Mas a imagem boa é que, ao menos, nos restou um diagrama feito por observadores locais, e ele mostra um triângulo central, repetindo o padrão do crop circle de 11 de agosto, e desta vez, o formato um pouco curvo do triângulo o torna ainda mais parecido com um UFO triangular, como temos estudado até agora.

 

E outro detalhe: gotas ao redor dele (no diagrama, se colocaram pontos circulares, mas em realidade, são gotas ao redor do triângulo, e estas gotas podem ser associadas perfeitamente ás emissões solares, acontecendo paralelas no tempo destes crops circles, o que o relaciona outra vez ao Sol).
Ejeções solares já foram representadas por gotas em antigos modelos, daí essa analogia.
Eu contei 32 gotas ao redor, o que é quase 33. E existe um triângulo interno, me parecendo um salto do UFO no plano de profundidade (Sol).

 

 

De qualquer maneira, é o tipo de objeto que só pode ser devidamente interpretado pela comparação com os objetos anteriores a lhe estender o sentido.

E a aventura do UFO-Merkabah nas estradas do Sol continua…

Ainda temos as janelas de setembro indicadas.

 

JP em 22.08.2019

 

 

O recente crop circle de Uffington Castle, UK, dia 18 de Agosto, onde podemos ver melhor que os pontos ao redor do triângulo são, na verdade, gotas.
São 16 gotas de cada banda do triângulo, e um espaço vazio na base que comporta a gota 33… que mensagem é essa?
Quando cair a gota 33… o que acontecerá?
Não foi com esta idade que Cristo foi crucificado pelos poderes deste mundo?

Fazendo uma conta rápida, 33 dias a contar de 18 de agosto (onde eu fiz a contados três crops circles 33.888) irá cair em 19-20 de Setembro, perto da época em que o Sol toca a estrela na ponta da cauda do Leão da constelação, estrela Denébola, saindo do Portal anual de influência)

Lágrimas de chuva anunciando o novo dilúvio (caos)?
Lágrimas de Deus pingando do Sol em fúria?
Lágrimas de fogo para purificar a podridão humana?
Lágrimas são sempre sinais muito fortes para aparecer num crop circle.

Vigiai e orai, porque os Aliens sempre sabem das coisas ANTES em cada uma destas mensagens de alerta ao mundo que, surdo e cego, nem liga mais..
Agradecimento ao artista Lucas Berri

 

 

UFOs Peixe triangulares dos mundos aquáticos de Sirius

Como temos estudado e comentado há algum tempo, pelo menos duas fontes fizeram associação entre UFOs dos mundos aquáticos de Sirius e a forma triangular semelhante a Peixes:
Os antigos Dogons africanos, que afirmam um contato aberto com os Nommos de Sirius em seu passado (Nommos significa Os Instrutores) e o profeta moderno Benjamin Solari Parravicini, em suas visões despertas, falando sobre os seres da Estrela Azul (a mesma Sirius) e os homens azuis, que vieram no passado do planeta KI ENKI, e instalaram suas naves vermelhas em forma de PEIXE em bases sob o gelo da Antártida, e que essas naves sairiam e resgatariam os eleitos de Deus quando soasse a hora do novo Êxodo, diante dos iminentes três “fumos” ou fogos (nas palavras do profeta).

Pois bem, esse terceiro crop circle anunciado compõe a trindade do código numerico 33-888, como vimos antes, o que é um código numérico de assinatura crística, e como a Estrela Sirius é a mesma Estrela de Belém do evangelho de Mateus, estamos diante de um conjunto de mensagens interceptadas.

A amiga Irmine Pema sugeriu, de forma bastante acertada, que esse crop circle também representa um UFO triangular mergulhando numa dimensão líquida (as gotas se esparramando precisamente de forma centrífuga, para fora, como qualquer coisa que mergulha em superfície líquida e esparrama gotas ao redor), o que nos sugere tanto UFOs em bases submarinas como os UFOs-Peixe triangulares submergindo nos mundos oceânicos de Sirius, donde eles vem para cá!

E se eles chegam aqui, é através de Sungates, ou portais estelares dentro do Sol, outro argumento de muitos crops circles que completa a mensagem final da tríade crop circle avaliada em 04.08, 11.08 e 18.08 (código crístico 33.888), todas comportando UFOs triangulares, Sungates e movimentos no Hiperespaço e nos oceanos do mistério…

Agradecimentos a amiga Irmine Pena pela observação.

 

JP em 23.08.2019

 

Novo crop circle

Stanton St Bernard, Wiltshire, UK. Reported today the 24th of August, 2019

 

 

 

Padrão eclipses e alinhamentos crop circle 2019

É fácil de constatar isso, quando olhamos a reunião dos modelos e o padrão eclipse (e alinhamentos) nestes crops circles ingleses, desde maio acontecendo, os quais foram repetidos diversas vezes nos modelos franceses, falando da mesma coisa.
Alinhamentos cósmicos em 2019 e ondas de energia cada vez mais intensas, abalando o Sol e a Terra, com efeitos diversos que todos nós temos visto acontecer.

Por certo, a tônica das energias está sendo governada neste ano por tais fenômenos raros acontecendo repetidas vezes nos ponteiros planetários de um grande relógio invisível de ondas gravitacionais girando seus ponteiros em feixes de energia com efeitos de perturbação sísmica, climática, ambiental e até social, uma convulsão da sociedade mais e mais áspera, agressiva ou enfraquecida orgânica e psiquicamente por causa desse quadro.
Pois bem, reparou que temos três, e não dois eclipses aqui retratados?
Sabe por que?

 

Três eclipses em 2019 e novas ondas de energia

Sim, uma rara condição para este ano porque, normalmente, temos dois eclipses duplos (solar e lunar) a cada ano, e não três.
E este crop circle fala nitidamente de alinhamentos e ondas de energia OUTRA VEZ.
Mais para o final do ano, na mudança do solstício (entrando o verão no Hemisfério Sul e o inverno no Hemisfério Norte).
Veja a tabela:

1. Eclipse solar parcial em 06.01.2019
2. Eclipse lunar total (Lua de Sangue) em 21.01.2019
3. Eclipse solar total em 02.07.2019
4. Eclipse lunar parcial em 16.07.2019
5. Eclipse solar anular em 26.12.2019
6. Eclipse lunar total em 10.01.2020

Notou que temos seis eixos, um para cada eclipse deste ano (exceto o último, lunar total, mas que corresponde ao eclipse solar do mês de dezembro).
Você pode ter certeza que eles estão anunciando novos alinhamentos e impactos de energia crescendo até o final do ano e a inversão das estações (solstícios) e desta vez, o Hemisfério Sul é que sofrerá com o calor, e talvez, o Hemisfério Norte com um frio congelante recorde, nevascas violentas.

Além disso, nos deparamos outra vez com a geometria Hexagrama de fundo, e ela apareceu várias vezes ao longo da temporada 2019 retratando o SOL, como vimos acontecer naquelas interpretações de atividade solar anormal, ventos solares etc.

A data repete o número seis (24 soma 6), e curiosamente, 24.08.2019 soma 26, o dia do terceiro eclipse total do Sol,
em 26 de dezembro de 2019 e outro gatilho de energia via alinhamentos.
Eventos novos chegando. E que virão como os eventos anunciados antes, e que vieram mesmo.
E ainda chegam.

Todos os detalhes estão marcados aqui.

 

 

 

A Geração de DEUS nos luminares celestes

Mas nem tudo é catástrofe aqui!
Lembram-se das análises falando da Geração da Criança Divina, Apocalipse 12, Sol e Lua, doze estrelas e o Ovo das energias cósmicas?

Pois bem, este belo crop circle mosta um Hexágono-Matriz associado com as poderosas energias do Sol e da Lua neste ano de 2019, que tem relação direta com a geração de uma nova vida e consciência em muitas almas preparadas.
Na França, além dos alinhamentos e ondas de energia planetária, apareceu a Flor da Vida.

Apareceram Merkabas, apareceu o Sol na linguagem de luz e vida, criação de consciência do Hexagrama.
Então, temos neste crop circle duas matrizes destacadas: o Santo Três e a Estrela Macrocósmica, solar, poderosa, luz vida, geração.

A hora de despertar é essa.
Estamos na reta final de um processo acelerado de caos na Terra.
As energias estão sendo desatadas com mais força, a cada dia.
Porém, saibam todos que DEUS reserva uma parte de toda essa energia cósmica e a dirige diretamente ao coração dos seus filhos em Terra, não para ferí-los, mas para despertá-los.
Será um desperdício de tempo e palavras se não fizermos valer todo esse esforço do Universo trabalhando com uma Gestação espiritual na Terra, a Mãe Gaia, que é aquela Criança Sagrada de quem tenho falado sempre, e que é parte de nós, e nós somos parte dela.
Essa é a interpretação final de hoje.

Então, avante, filhos de Deus e irmãos em Cristo.
É o chamado da Comunhão com o Seu Poder.
Porque uma Nova Vida está nascendo no mundo nos trabalhos de parto de Gaia.
A Hora é JÁ!
Um incrível poder divino paira sobre o mundo e ele quer partilhar tudo isso conosco!

Basta acreditar e abrir as portas para ele…

Observação:rodem a página abaixo e encontrarão por incrível sincronicidade, os tópicos sobre o Cubo de Metatron e a geração divina do SEIS publicados, ontem e hoje pela manhã, ANTES DESTE CROP CIRCLE

 

JP em 24.08.2019

 

 

Lua Nova, Novo Ciclo

Outro marcador astronômico aparece neste belo crop circle, flor da geometria sagrada e matriz hexagonal.
Além daqueles três eclipses solares (raros) verificados em 2019, temos aqui uma contagem simples, a partir da data do crop circle (24.08) de seis dias para a próxima Lua Nova, na constelação de Leão, que reunirá junto das estrelas de Leão, quatro astros numa espécie de cruz de conjunção: Sol-Lua-Mercúrio-Vênus.

Mercúrio estará perto de Regulus (Alfa Lion), o coração do Leão, e Vênus, próximo da Lua Nova.
E como ainda estamos sob a influência do Portal de Leão (até meados de 15 de Setembro, quando o Sol toca a última estrela da constelação, Denébola, a ponta da cauda) então esse crop circle parece ressaltar o novo ciclo a frente, que marca a chegada do Equinócio de Setembro (23) e a nova estação (Outono no Norte, Primavera no Sul).

Três Luas Novas (ou três eclipses) aparecem no símbolo. A Lua nova de 30 de agosto será a terceira, considerando a primeira em 2 de Julho (que foi eclipse solar também) e em 1 de agosto. O ciclo aberto desde aquele eclipse poderoso e tantas ejeções de energia solar e impactos na Terra!
Vejo que os crops circles estão marcando passo a passo todas estas revoluções siderais!
E mais uma vez, considerando os seis eixos da mandala, contando seis dias a partir de sua data, 24 de agosto, a indicação da Lua Nova, tal como o crop circle anterior, do dia 19 de Agosto, com doze símbolos no anel externo, contou também, a partir daquela data: 19.08 + 12 dias = 30 Agosto e a Lua Nova.
A Lua nova que abre o mês de setembro.
E outros crops circles também apontaram para esse mês importante no calendário dos acontecimentos mundiais.
É só pesquisar.
Que venha setembro e maiores revelações!

 

JP em 25.08.2019

 

 

O Eclipse solar de 26.12.2019 e novos alinhamentos planetários

Já estudamos que este recente crop circle de 24 de Agosto mostra tanto um marcador astronômico da próxima Lua Nova, seis dias (seis eixos da mandala) a contar da data
(24/08 + 6 d = 30/08, Lua Nova) como os três eclipses de 2019, e se o último eclipse solar total de 2 de Julho desenvolveu diversos impactos de energia na Terra, como previsto, talvez o eclipse de 26 de dezembro de 2019 produza ondas de energias ainda mais fortes, por uma razão simples:

Este eclipse de 26 de dezembro de 2019 vai acontecer justamente na região da constelação de Sagitário, onde se encontra atualmente (transitando para Capricórnio) o objeto
P 7X estudado por astrônomos árabes e outros, e que é supostamente o segundo Sol, Nêmesis, anã vermelha, se aproximando do Sol, cujo periélio calcularam para entre fevereiro e março de 2021.

Além deste objeto, Sol e Lua no eclipse anular encontram na mesma banda do céu os planetas Mercúrio, Vênus, e os massivos Júpiter e Saturno, o que causará certamente um alinhamento poderoso no sentido de estimular flutuações gravitacionais no tecido do espaço tempo e uma forte e elevada maré gravitacional chegando na Terra no fim do ano, perto das festividades.

Assim sendo, marquemos mais este evento no nosso calendário e estejamos preparados.

 

O Eclipse de dezembro e uma sinistra coincidência

O sismo e tsunami do Oceano Índico de 2004 foi um terremoto/sismo submarino que ocorreu às 00:58:53 UTC de 26 de dezembro de 2004, com epicentro na costa oeste de Sumatra, na Indonésia.
O terremoto é conhecido pela comunidade científica como terremoto de Sumatra-Andaman.

O maremoto foi causado por uma subducção que desencadeou uma série de tsunamis devastadores ao longo das costas da maioria dos continentes banhados pelo Oceano Índico, o que causou a morte de mais de 230 mil pessoas em 14 países diferentes e inundou comunidades costeiras com ondas de até 30 metros de altura. Foi um dos mais mortais desastres naturais da história. Em número de vítimas, a Indonésia foi o país mais atingido, seguida por Sri Lanka, Índia e Tailândia.

Com uma magnitude de entre 9,1 e 9,3, foi o terceiro maior terremoto já registrado em um sismógrafo. Este sismo teve a maior duração de falha já observada, entre 8,3 e 10 minutos. Isso fez com que o planeta inteiro vibrasse em um centímetro e deu origem a outros terremotos em pontos muito distantes do epicentro, como o Alasca, nos Estados Unidos.
Seu hipocentro foi a cerca de 30 km de profundidade e o epicentro situou-se entre Simeulue e Samatra.
(Wikipédia)

*******************************************************

Este ano, teremos um poderoso eclipse anular do Sol no mesmo dia 26 de dezembro, 15 anos depois (2004-2019) reunido com vários planetas e o misterioso objeto P 7X na região das constelações de Sagitário e Capricórnio.
E mais, o ponto de culminância neste eclipse será projetado exatamente na mesma região do ponto onde a terra tremeu violentamente, nas regiões da Indonésia assinaladas no mapa.
Isso poderá despertar um tipo de “memória” geológica?
Porque o estímulo de energia será intenso no final do ano, e seu vetor principal será disparado sobre a mesma Indonésia tão castigada e fragilizada por catástrofes do tipo.

Crops circles não estariam anunciando este e outros alinhamentos, sistematicamente, sem razão… porque muita coisa anunciada JÁ aconteceu.

Lamentável que ainda grande parte da população despreze o valor das mensagens crop circle ao mundo…

Dados do eclipse solar anular de 26.12.2019

First contact of penumbra (P1) dez 26, 02:29:51
First contact of umbra (U1) dez 26, 03:34:30
Maximum eclipse dez 26, 05:17:43 (1,01°N, 102,25°E)
Last contact of umbra (U4) dez 26, 07:00:59
Last contact of penumbra (P4) dez 26, 08:05:40

Magnitude 0,970
Obscuration 94,1
Delta-T 70.0s
Gamma 0,4135
Saros Series 132, eclipse 0 of 0
Brown Lunation Number 1200

 

 

 

O Sinal astronômico da Merkabah na Lua Nova de 30 de agosto

Tanto o crop circle de 19 de agosto como o mais recente, de 24 de agosto, em suas simbologias e números evocados, calculam, na qualidade de marcadores astronômicos que são (ambos, com imagens do Sol e da Lua) apontam para a Lua Nova de 30 de Agosto, daqui a 3 dias.
Nesse importante dia, além da Lua Nova, um sinal astronômico relativamente raro vai acontecer: a reunião de quatro astros (planetas, para a Astrologia): Sol, Lua, Mercúrio e Vênus, que representam os quatro Seres sagrados da Merkabah, aqueles seres com faces de animais e um homem (Leão, Touro, Águia e Homem ou Anjo).
Essa reunião será na constelação de Leão, bem diante do coração do Leão, a estrela azul Régulus, Alfa Leão.

E como tivemos, além destes marcadores astronômicos, um belo tema da Merkabah no crop circle de 28 de Julho (e 33 dias depois, a Lua nova de 30 de agosto, 33 dias!), parece haver um conjunto harmonioso de mensagens aqui.
Na verdade, já tivemos um estranho ocultamento do Sol no dia 8 de Agosto passado, captado pela sonda Helioviewer, até agora sem explicação, um eclipse artificial do lado oposto do Sol por quase 30 minutos.

As coordenadas astrológicas do evento são:
Sol-Lua (conjunção) 06°47′ Virgo
Mercurio 01°30′ Virgo
Vênus 11° Virgo
(Marte) 08°07′ Virgo
Régulus (Alfa Leo) 29°36′ Leo

Tanto essa constelação (Leão) como a estrela azul do coração, representam o Leão de Judá, descrito no Apocalipse 5 que, ao lado do Cordeiro de Sion, seria apresentado diante do Trono do Senhor dos Espíritos, este que se assenta justamente na sua Merkabah diante das quatro criaturas sagradas que assinam com os nomes dos Quatro Anjos do Trono:
Michael (Sol) – Gabriel (Lua) – Rafael (Mercúrio) – Uriel (Vênus)

Tudo isso parece chamar a nossa atenção para os importantes sinais proféticos do Apocalipse 4 e 5, relacionando a chegada do Leão de Judá com a manifestação da Merkabah celestial no Sol, ou qualquer outro ponto do céu, sinalizando ao mundo.

Mais uma data (30 de Agosto, Lua Nova, na entrada de setembro) para colocarmos nossas atenções.

 

 

JP em 26.08.2019

Lua Nova de Agosto e os crops circles

Hoje, dia 30 de Agosto, é a Lua nova que foi diversas vezes indicadas por crops circles, com símbolos e números em código apontando para o dia de hoje, final de agosto às portas do mês de setembro e, logo mais, a entrada dos equinócios.

Vamos acompanhar eventos que possam acontecer hoje ou doravante, relacionados a tais anúncios extraterrestres!
Em termos de Astrologia e ciclos, hoje o planeta entra num novo mês, novo ciclo de energias, e os antigos calculavam os meses do ano pelas lunações, que duravam em torno de 29-30 dias.

Os maias tinham também outra forma de calcular meses, os meses solares de 20 dias, que, combinados aos meses lunares, formavam o tecido do tempo dentro de uma realidade energética muito mais coerente e eficiente do que este calendário oficial de meses irregulares e feriados sem ressonância alguma com o Universo… exceto aqueles de origem antiga, que procedem justamente desse conhecimento dos astros e seus ciclos de influência sobre a humanidade.

Voce deve conhecer a teoria quântica, que formula que o Universo é um tecido granulado por pacotes de energia (os quanta, unidades, e plural disso é quantum). Pois bem, e se eu te disser que os meses lunares são, em escala macrocósmica, os “Quanta” de energia atuando no planeta e em todos os seres vivos?

Grande era a sabedoria dos povos antigos pelos maiores do universo instruídos. E segundo eles, hoje a Terra entra num novo “quanta” de energia cósmica. E todos nós com ela!!!

 

 

Você conhece os crops circles fantasmas?
Eles sempre existiram, e mesmo depois da colheita de um campo, o desenho do crop circle permanece na superfície do solo, como uma tatuagem ou impressão digital que não se apaga, e as vezes, ela fica lá por anos!
Este ano, o primeiro já apareceu.
Veja o campo já colhido.

Trata-se do belo crop circle de Danebury Iron Age Hillfort, Hampshire, UK, do dia 01.07.2019, e agora, só temos a impressão fantasma do crop circle.

Além de fechar a boca dos céticos que dizem que tais obras são de origem humana, o fenômeno fantasma dos crops circles nos ajuda a compreender sua origem e mecanismo de fabricação, que de modo algum procedem de força mecânica (pessoas com tábuas e cordas fazendo pressão e amassando os feixes de trigo) e sim, de campos vibratórios com desenhos eletromagnéticos sendo impressos à plantação, e tais desenhos permanecem gravados, impressos na superfície do solo, meses, anos depois que a plantação foi colhida!
(compare com a imagem do crop circle original de primeiro de julho)

 

JP em 30.08.2019

 

 

 

Lágrimas do Sol

Na temporada de 1996, tivemos dois crops circles iguais, repetindo o mesmo tema:
o Sol expressando uma lágrima dentro de uma face de dor ou tristeza.
Este ano, 2019, em Uffington Castle, dia 18 de Agosto, tivemos um modelo crop circle triangular, estimado como um UFO triangular (estilo Merkabah) entrando e saindo do Sol, e 32 lágrimas apareceram nas bordas.

O ano de 1996 é significativo para a ciência moderna em termos de estudos de ejeções solares!
Desde 1996, foram registrados pelo experimento LASCO, a bordo do satélite SOHO, mais de 8 mil CMEs!

Acredita-se que as ejeções de massa coronal e erupções solares podem estar correlacionados com o ciclo solar, que se caracteriza principalmente pelo número de manchas solares. CMEs têm sido observadas desde 1996 até os dias atuais, o que corresponde a um período maior que um ciclo solar. Tais observações permitiram, que pela primeira vez, fosse realizada uma análise das propriedades observadas nos eventos ao longo de um ciclo completo.

Isso quer dizer que estas lágrimas crop circle realmente simbolizam ejeções solares.
Os crops circles marcaram o início das pesquisas científicas em torno destes fenômenos no mesmo ano (1996) em que elas começaram.
E desta vez, vieram 32 lágrimas, faltando uma para 33 no crop circle recente.
Porém, sabemos que existe uma lacuna para a lágrima 33, na base do crop circle.
Poderia ser… 33 anos?
Sim, sabemos que o Sol tem um ciclo de atividade de 11 anos, e 33 anos completam três destes ciclos, mas no conceito da Astrologia, o Sol, ao final do ciclo de 33 anos, encontra-se no mesmo dia e no mesmo minuto de longitude, de maneira que, se o indivíduo estiver no local de seu nascimento, sua Revolução Solar terá a mesma orientação celeste do tema natal. Por isso a associação entre o número 33 e as divindades solares, como Jesus Cristo.

Ciclos sobre ciclos, e o Sol continua imprevisível…

 

JP em 31.08.2019

 

 

 

Outro crop circle fantasma aparece!
Dos campos de Clear Wood, dia 28.07.2019 UK

Depois de colhida a plantação, as imagens deveriam sumir. Mas elas não somem. Um registro fantasma sobre a superfície permanece. Muitas vezes, esses registros ficam lá por anos, e até sob camadas finas de neve do Inverno, eles são delineados.
E eu pergunto aos céticos:
Cordas, tábuas e artistas humanos?
Sério?
(Infelizmente, quando for tarde demais, é que a humanidade vai acordar para a importância desse fenômeno, aquele que estabelece o CONTATO DE UMA FORMA DIRETA em nosso tempo. Mas a grande mídia sempre vai trabalhar para doutrinar a massa de que tudo não passa de humanos por trás das figuras. Gostaria que a mesma grande mídia me explicasse os crops circles fantasmas… à luz de sua parca ciência).

JP em 02.09.2019

Comentários