Conflito

Conflito não significa estar dividido entre você mesmo e outra pessoa, ou entre você mesmo e determinada situação externa.

Conflito é estar dividido entre você e você mesmo, quando então descobrimos que existe mais de um indivíduo dentro da nossa falsa individualidade, lutando para assumir o controle de nossa mente e o poder de nossas decisões.

Conflito é quando você repara que existem vários indivíduos dentro de você mesmo, fragmentando a sua individualidade nos interesses da mesma vida que eles disputam.

Outras pessoas e situações do mundo externo são como espelhos revelando os muitos “egos” coexistindo na nossa individualidade fragmentada, o que pode causar um verdadeiro inferno psicológico em casos extremos.

Mas sossegue o coração: todos os seres iluminados que, no passado, sofreram terríveis processos de aprendizado, passaram pelos mesmos conflitos antes de alcançarem o conhecimento que, finalmente, lhes deu a capacidade para discernir todos estes “egos” coexistindo em sua mente, aniquilando-os em seguida, para colocar no controle de sua vida a sua própria alma emancipada, alma essa que não é um simples EU dentro do teatro da nossa falsa individualidade.

Alma essa que é simplesmente a nossa essência real conectada ao nosso Espírito superior.

Somente quando essa alma, individualidade real, se conectar ao Espírito, Entidade divina dentro de nós mesmos, é que o conflito cessará, porque nossa alma volta a ser um embrião vivo conectado a Deus, de modo que todos os parasitas do ego não poderão mais nascer e crescer à sua sombra… porque sombras deixam de existir no Templo plenamente iluminado.
E a luz dessa reintegração de posse do Templo interno tem um nome: consciência.
Mas é preciso paciência, porque o auto-conhecimento é uma estrada com muitas estações. Ninguém verá a luz de um novo amanhecer antes de superar a sua própria longa noite…

JP em 03.03.2020

Comentários
Compartilhar