Templates by BIGtheme NET

Cientistas descobrem o gene da ‘Vida Longa’

Em um ‘palheiro’ com 40 mil genes de 3 diferentes organismos, cientistas encontraram genes que estão envolvidos com o envelhecimento físico. Se um desses genes é influenciado, a duração da vida de um animal é prolongada, e possivelmente a de humanos também.

Genes1 - To no cosmos

Envolvido em uma busca milenar pela imortalidade, o homem durante muito tempo tenta entender os mecanismos exatos que nos fazem envelhecer. Com os avanços nos métodos da genética molecular em décadas recentes, a busca pelos genes que envolvem o processo de envelhecimento acelerou bastante.

Pesquisadores da EHT Zurich e da JenAge, fizeram uma busca entre 40 mil diferentes genes em três organismos diferentes, C. elegans, peixe-zebra e em ratos. Escaneando os três diferentes organismos, os cientistas buscaram os genes que seriam similares, associados ao processo de envelhecimento que há nos seres vivos. 

Mesmo sendo encontrados em diferentes organismos, eles são chamados ‘ortólogos’, ou seja, originários de um único gene do último ancestral comum entre as espécies.

michael ristow - To no Cosmos

O líder do estudo, Professor Michael Ristow.

Um experimento foi feito em um nematoda, e o resultado foi: “Quando nós bloqueamos o efeito desse gene, ele significantemente prolongou o seu tempo de vida útil em torno de 25 porcento”.

O médico e professor alemão, Michael Ristow, do Instituto Federal Suiço de Zurique, disse que não há dúvida que o mesmo mecanismo ocorra nos seres humanos.

“Nós procuramos apenas por genes que estão conservados na evolução, e além do mais, existem em todos os organismos, incluindo no organismo humano”.

A múltipla cadeia ramificada de aminoácidos, segundo o Science Daily, já está sendo usada em vários tratamentos de órgãos, e em produtos de nutrição, com o intuito não apenas de fazer as pessoas terem uma vida mais longo, e sim mais saudável.

Com o avanço da ‘duração saudável’ do corpo físico, doenças que aparecem de acordo com o avanço da idade poderiam ser praticamente extintas, como a Doença de Parkinson.

Nostradamus - To no CosmosSaindo um pouco do assunto, sem sair muito, vimos durante o ano muitas interpretações de profecias de Nostradamus para o ano de 2015, como a crise que a França e Alemanha enfrentariam, conflitos, entre outras. Porém agora uma outra chama a atenção.

Os estudiosos e decifradores das profecias de Nostradamus disseram que o profeta previu que em 2015, cientistas inventariam o Elixir da Vida, podendo prolongá-la em até 200 anos, conforme o site Predictions of Nostradamus.

 

Coincidência ou não, parece que antes do ano de 2015 terminar a Ciência deu um grande salto rumo à uma fórmula imaginada pelos homens durante muito tempo.

 

Comentários