Templates by BIGtheme NET

Ciência e Transciência

 

 

A Terra sofre de uma doença chamada HOMEM.
(F. Nietszche)

A Terra é um ente vivo, já se descobriu que seu núcleo pulsa como um coração, tem uma frequência cardíaca hertziana real, e se as pessoas pudessem penetrar nesse mistério!

A NASA diz conhecer bem a vizinhança cósmica, mas nada sabe sobre a biologia planetária, essa que a sabedoria maia representou pela serpente e seus ciclos de muda de pele.

A pele da Terra está sendo renovada a cada ciclo anual do Grande Sol.
Só a superpopulação planetária e todos os seus efeitos nocivos e daninhos sobre o equilíbrio planetário são o suficiente para motivar a Terra viva a acionar seus mecanismos de extinção cíclica, independentemente dos processos no Sol e de algum astro que se aproxima.

A Terra é viva, ela tem mente, pensamento, organismo complexo, funcional na Biosfera. E como tal, reage com violência quando sua saúde é afetada.


Fala-se tanto em fractais, pois bem, nós somos um fractal da Terra, que tem um coração e mente, mas ela está morrendo e precisa renascer.

Não houve outro motivo para que Cristo descesse às profundezas da Terra, logo após a sua morte na Cruz, para renascer com a Terra renovada, sob o Sol da Profecia Maia, o SEXTO a irradiar sobre o nosso mundo, sob as bênçãos do Sexto Anjo do Apocalipse.

O coração da Terra infarta de vez em quando, suas artérias ficam entupidas com tanta maldade, ódio, violência e destruição que a raça acumula, em energia mental densa, infeccionando assim a pobre Gaia.


Cristo foi fazer uma massagem cardíaca lá no centro planetário da força para que pudéssemos aguentar mais uns 2000 anos sem que a Terra voltasse a infartar.

Daí o retorno messiânico como caracteristica tanto de finais de ciclo, como de humanidades vivendo a Idade das Trevas.

E não há nada que a NASA ou os governos possam fazer a Terra é viva e inteligente, e ela está no comando agora, aliás, nunca deixou de estar e nós dependemos inteiramente disso.

Essa informação deveria ser dada nas escolas, porque o maior agravante de todos é o fator superpopulação mundial combinado com o fator destruição e extrativismo excessivo.


Se fossem sete bilhões para beijar o chão e agradecer o fruto, seria um tanto diferente, mas sete bilhões e algo mais para desestruturar todos os equilíbrios naturais, para perverter todos os sistemas naturais, e para afetar toda a delicada pureza do planeta como foi criado originalmente, não haverá como frear os sistemas de auto-purificação planetária e os remanescentes desse tempo feroz saberão que eles devem continuar a vida e que a rara vida humana é preciosa demais para se perder por causa da loucura maciça da grande massa.

Todas as profecias falam desse mesmo processo de purificação planetária há séculos, mas agora os sábios “nasarianos” concordam devido aos seus “estudos”.


E aqueles remanescentes da nova Arca entrarão outra vez na Terra curada e recuperarão o sentido extraviado da gratidão que agradece o Criador e beija a terra virgem a cada semente plantada e a cada fruto abençoado do Sagrado Ventre da Grande Mãe NATURA.

Essa gratidão é a ORAÇÃO QUE MAIS TEM FALTADO nos lábios dos filhos ingratos.


A ganância não sabe agradecer, ela só sabe lamentar por não ter ganho ainda o suficiente que deseja e nunca está satisfeita, sendo esse o seu Inferno particular.

Precisamos de Transciência, a Ciência do Todo, aquela que nos torna parte ativa do sistema, porque nos desperta a consciência da Integratividade, uma só vida em muitas vidas manifestada.

Só o amor vai curar as feridas do planeta; Porque justamente o veneno que o está matando é o seu oposto, veneno em qualquer ordem de coisas e sistemas.

Essa seria uma boa ocasião para aplicar os fundamentos da Transciência ou ciência do Todo integrado.
Como assim?


As informações estão sempre se desencontrando, e todas as tentativas apontadas, cedo ou tarde, acabam falindo por falta de verificação.

Nenhum evento é isolado do Todo, ainda mais um evento desta magnitude quando, nesses casos, temos que investigar o argumento do conjunto.

Como isso funciona?


Temos que pegar o evento isolado e começar a anexá-lo a todos os eventos que pudermos associar a ele e se estes eventos se encaixarem, farão parte do conjunto e encontrarão um sentido harmônico cada vez mais nítido que nos aproximará mais e mais das respostas, mas se os eventos apontados não se encaixarem, então é porque não fazem parte do conjunto.

O Universo das partes funciona exatamente como um PUZZLE, quebra-cabeças, as peças que se encaixam, vamos juntando e a imagem global, aos poucos se revela
e as peças que não se encaixam, vamos separando e desconsiderando.
Até que a imagem final apareça.

Nossa mente racional, ligada à atividade preponderante do hemisfério esquerdo do cérebro só sabe ver as coisas por pedaços, por partes e curiosamente, a mente intuitiva é a que tem melhor capacidade de sentir o todo, o conjunto, perdendo um pouco na análise detalhada das partes, em compensação, a mente lógica analisa bem o detalhe, a parte mas perde na intuição, na percepção do conjunto.

A natureza é perfeita, e há um Yang-Yin mental em atividade no nosso cérebro e nestes posts vemos as pessoas que mais se inclinam para a racionalidade (hemisfério esquerdo) e as que se inclinam mais para a intuição (hemisfério direito).


O ideal é o balanço equilibrado, e creio que humanidades avançadas usam em perfeito equilíbrio os dois hemisférios, o que garante uma expansão tremenda dos poderes da mente como um todo, mas enquanto desequilibramos, muita racionalidade e pouca percepção, muita percepção e pouca racionalidade haverão prejuízos para os dois lados e visões distorcidas também.

Os racionais avaliam melhor os detalhes e os intuitivos pescam mais os eventos no ar, tem uma sensação daquele Todo ou Conjunto preexistindo em algum lugar ou dimensão do pensamento.

Ambos se precisam, e muito. Mas a triste tendência é de colidirem entre si.

E para concluir: a Razão é a alma gêmea da Intuição!
Só temos agora que casar esses dois para sempre sem riscos de futuros divórcios porque no prejuízo sempre ficarão os seus filhos, esses pensamentos perdidos no mundo dos conceitos. 


O problema é que as pessoas só estão contando aqui com as informações da mídia e da tecnologia para saber de alguma coisa, mas como tanto a mídia como a tecnologia foram vendidas para o uso dos poderosos, então tenhamos a certeza que, da parte deles nunca saberemos NADA, como nunca soubemos até hoje.

As pessoas ainda não aprenderam?
Até hoje esperam pela revelação UFO da parte deles, mas a revelação UFO já estoura nos círculos dos campos, e eles sabem, puxa, como sabem, e tem seus laboratórios e centros secretos de estudos, avaliando tudo aquilo, minuciosamente, mas para o público, dizem que é tudo bobagem.


Hipocrisia medonha, não?

Nem no caso dos Ufos, nem dos crops circles, e caso algum que seja, aqui, no mundo regido pelos formadores de opinião midiáticos, apenas veremos uma torrente bravia de especulações procedentes dos juízos que temos feito dos noticiários, do que a mídia revela, ou pode revelar, sempre monitorada pelos poderosos.

Então, o que concluir?
Concluo que tudo é uma grande armadilha para aprisionar a mente num calabouço eterno de dúvidas que nunca serão sanadas.

Portanto, o melhor é meditar, é exercer o pensamento-onda no universo livre, é libertar a consciência aprisionada nos conceitos pelas chaves da sabedoria antiga e o resto já não importa mais,
Porque esse sistema de coisas está com os dias contados.

Ciência para os fenômenos, e transciência para a alma.
Porque não adianta nada observar com rigor os fenômenos lá fora de, de algum modo, isso não for útil e prático para a elevação da consciência e a conquista da felicidade e da liberdade.
JP em 21.07.2019

Comentários