Templates by BIGtheme NET

As Cinco Esferas de Energia do Universo

 

 

 

Calor

É a energia elementar, é a agitação primordial das partículas fundamentais da Criação, transferidas aos átomos, moléculas, células, seres e mundos. É a base de tudo, o calor, a atividade, a noção de um universo em movimento, e sem movimento, nem luz haveria, já que a luz é energia em movimento (radiação).

Eletromagnetismo

É a base das conexões químicas, partículas, prótons, elétrons, nêutrons, moléculas, e daí para cima, todas as leis do eletromagnetismo regendo fenômenos naturais e processos bioquímicos, reunidos num mesmo tecido de operações que são fundamentais a Vida.

 

Gravidade

Einstein tentou criar equações que solucionassem as três forças (gravidade, eletricidade e magnetismo) num mesmo campo interligado. E não conseguiu, o que não quer dizer que elas não existam…
Gravidade abarca toda matéria criada, e é mais sensível na esfera das grandes massas, estrelas, planetas, galáxias.
Gravidade e Eletromagnetismo se encontram em todos os pontos de contato entre o macro e o microcosmo, quando as fronteiras entre a Relatividade Universal e a Física Quântica deixam de existir… embora os teóricos ainda não tenham encontrado a solução final, que nos leva para a esfera seguinte.

 

Vibração

Reduzindo todas as coisas à uma realidade de fundo, subjacente a tudo o que seja partícula, átomo, molécula, célula, corpos, mundos, estrelas e galáxias, encontramos um denominador comum: vibrações. O tecido do espaço-tempo deixa de comportar grandes massas em sua textura e revela o que realmente existe em toda a sua extensão: imensos campos de vibração e frequências cruzando todas as coisas e ligando todas as coisas entre si dentro de complexos padrões de geometria fractal, numa concepção cósmica de um Universo-Onda, esta concepção que falta para a Física Moderna na conclusão final entre as duas pontas soltas da teoria atual, ou seja, Relatividade e Física Quântica.

Antes de ser quente, elétrico, magnético e atrativo, o Universo é pura oscilação, pura vibração, uma tábua gigantesca de frequências que determinam todos os níveis, departamentos e dimensões dessa estrutura UNIVERSO em sua totalidade.

Imagine um grande tapete de desenhos e cores variáveis ao infinito, e que cada fio na tapeçaria, ligado a outros fios, é uma oscilação, uma onda-frequência ou vibração costurando esse tapete sobre o tecido do espaço-tempo… o meu argumento não é somente poético. Ele é científico, mais do que se possa imaginar!

E quando essa quarta esfera de Energia for encontrada, poderemos saltar para a quinta e última, que na verdade, é a primeira, a matriz de tudo:

 

AMOR

Sei que a ciência franze a testa e vira os olhos quando falamos da Energia do Amor, demonstrando que o Universo é uma entidade pensante, inteligente e consciente, e quando o Ato da Criação aconteceu, tudo brotou de uma pequena semente saturada de AMOR, Amor que desejou apenas ser e se expandir, criando tudo o que existe, emitindo PROPÓSITO de ser a todas as coisas criadas, usando então aquelas quatro energias mencionadas como quatro colunas de sustentação de um grande Templo edificado sob a luz de todas as realidades nele presentes, e se até estas quatro colunas haverão de desmoronar um dia, quando tiverem cumprido o seu propósito, é importante saber que o AMOR continuará sua jornada nestes infinitos de mistério, erigindo novas colunas de calor, de eletricidade, de magnetismo e de gravidade, depositando em todo átomo, em todo mundo, sol, estrela e criatura uma pequena parte do seu AMOR dentro do coração de todas elas, para que, algum dia, cada coisa criada vibre no mesmo AMOR do Criador, e faça parte dessa Criação não de forma passiva e adormecida, mas de forma ativa e direta, deixando o raio do Amor lhe atravessar por inteiro, ciente e consciente do seu papel no PROPÓSITO de ser de todas as coisas.

Bendito seja o AMOR, esse DEUS anônimo por trás de todas as forças, energias, criaturas e propósitos das coisas serem como são…

ADONAI

 

JP em 31.08.2019

 

Comentários