Templates by BIGtheme NET

Alienígenas bons e Alienígenas maus

Como sempre, há Aliens e Aliens… não podemos olhar o Universo sem o óculos da Dualidade para não cometer erros de julgamentos unilaterais. Ver bondade em tudo é tão errado quanto ver maldade em tudo. O Universo onde estamos “presos” ainda é regido pelo binário, em todos os aspectos.

Nossa mente, e é curioso isso, não funciona fora da Dualidade de percepções, o que demonstra que realmente existe um sentido superior ao próprio pensamento que não funciona em modelo binário de análise, e sim, dentro de uma função direta de captação da realidade, e o nome desse instrumento é a Intuição. Intuição quebra todas as formulações binárias dos nossos cinco sentidos, e há que se compreender que existe sim um Universo atemporal e ultra-dimensional onde as leis da Dualidade deixam de existir, o que não é o caso do nosso universo relativo 3D, onde bem e mal evoluem e involuem, colidindo diversas vezes entre si de modo a criar a famosa espiral do tempo, que carrega todos os seres num aprendizado calculado pela Suma Inteligência. Baseado em tudo isso, temos que ter em mente duas coisas:

1. Bem e o Mal existem (dizem que esta articulação vai até a quinta dimensão, e da sexta em diante, entramos no reino búdico da Unicidade),
2. Cada um de nós é um ímã suspenso naquela espiral em marcha, e haverá de atrair no exterior conforme a polarização dos valores que carrega dentro.


Isso é apenas uma nota de esclarecimento que procura nos ajudar a compreender porque Aliens bons e maus coexistem numa mesma história oculta e paralela do nosso mundo físico, com seus propósitos postos dentro daquela Escola de aprendizados onde o exercício do livre arbítrio manifestado nas escolhas é fundamental.
E isso pode ser estendido ao conceito metafisico dos Anjos e Demônios em eterna batalha.

E uma vez que a lição foi aprendida, subiremos um degrau na escadaria, até o ponto de alcançar o famoso Reino da Verdade, onde reina a Unicidade pacífica dentro da qual cessam todas as lutas da mente ainda atreladas aos extremos pontuados pela Lei da Dualidade nos planos inferiores.

Contudo, no tocante ao contato extraterrestre da humanidade, tem valido a lei da atração, e se mais numerosos são os registros de contatos (abduções) com aliens do mal (greys) é porque em nosso mundo ainda predomina a nota negativa dos valores psicológicos a fomentar tal situação.

A Filosofia tem muitos argumentos sobre o exposto acima, que ajudam o homem a compreender todas as formas, possibilidades e consequências de sua inserção no universo dualístico. A própria existência de aliens bons e maus concorda com as sentenças da mais alta Metafísica, o que não significa necessariamente “religião” em espécie.

Ou seja, a existência do Bem e do Mal é inerente ao Universo dual, filosófica e metafisicamente, e é ela que explica e mesmo governa a linha espiral da evolução marcada no tempo a atirar toda matéria, energia e transformação cíclica, irresistivelmente, na direção da Luz Búdica da Unicidade de Consciência situada em níveis dimensionais mais altos de vida…e nessas alturas existenciais, até o Bem (como remédio) deixará de existir porque o Mal também cessará (como doença), e se o organismo está saudável, sem doença, o remédio se faz desnecessário, e ele gozará de seu status de paz eterna, equilíbrio e harmonia.

A Dualidade terá então cumprido o seu papel, e as consciências maduras poderão desfrutar de uma ilimitada ascensão aos domínios mais altos, além da própria articulação binária que agora se fazem incompreensíveis para nossos olhos…

Extremismos levam a fanatismos, e o motor do fanatismo é a ignorância.
A visão da Sabedoria é sempre uma visão da consciência centrada e equilibrada em si mesma como ponto de partida de contemplação do Universo externo, desvendando o grande propósito de ser da Dualidade…

JP em 27.03.2020

Comentários