Templates by BIGtheme NET

A Verdadeira profecia americana do retorno dos deuses – parte 1

 

Há algum tempo os moradores da cidade de Ojuelos, Jalisco, no México, vem colecionando pedras e artefatos encontrados na região, e por conta própria montaram um museu com centenas destes objetos, com imagens desconcertantes sobre contatos efetivos de Extraterrestres com a humanidade.

Estas civilizações, ao que parece, da parte dos maias e dos astecas, civilizações que pisaram no México antigo, registraram, no memorial das pedras, não só os eventos daquele contato antigo com extraterrestres, mas também os eventos do retorno dos mesmos deuses, quando o profetizado FILHO nascesse: então seria a hora deles retornarem, conforme o testemunho das pedras…

Porque, confrontando as imagens das muitas pedras entre si, vemos a existência de padrões, de símbolos, imagens e modelos padronizados que certamente estão passando uma mensagem clara, não só referente ao memorial do contato no passado, mas também referente aos eventos que se dariam no futuro, quando os deuses retornassem das estrelas, no profetizado fim do Grande Ciclo, depois de 2012…. estamos nesse tempo., no memorial das pedras, não só os eventos daquele contato antigo, mas também os eventos do retorno dos mesmos deuses, quando o profetizado FILHO nascesse: então seria a hora deles retornarem, conforme o testemunho das pedras…

 

 

Curiosamente, o primeiro crop circle da temporada 2015 apareceu no meio do aeroporto de Jalisco, no México… qual a mensagem?

Estudei muitas destas pedras, e conseguimos obter uma espécie de mensagem cruzada. Muitas destas pedras parecem atestar um esperado NASCIMENTO NA TERRA, talvez de algum ser híbrido predestinado (o novo Messias? Aquele ser que, conforme o Apocalipse 12, será arrebatado da Terra pelo Trono de Deus (um UFO?) e debaixo de alguns sinais também repetidos, muitos envolvendo os mencionados COMETAS, baixa então uma NAVE dos céus e leva esse ser, criança, iniciado, seja lá quem for, em algumas pedras ao lado de divindades conhecidas, como o deus Cão XOLOTL.

Em outras, o próprio QUETZALCOATL aparece representado nas naves, como que vindo em busca deste ser. Em outras imagens, este ser nascido na Terra aparece na mesma posição iniciática de MÚMIA ou Faraó, como os deuses do Egito (Osiris), braços cruzados sobre o peito. Alguns deuses em forma de ANJO mostram claramente que este ícone nunca foi exclusivo da Igreja Católica ou dos rabinos cabalistas ou do Islã.

Ele já existia na América também, o que configura outro notável PADRÃO ARQUETÍPICO.

De qualquer forma, estas pedras tem que ser reunidas e lidas num conjunto, porque me parecem formar um grande livro escrito em partes, em capítulos.

Aliás, elas me parecem relatar o evento do APOCALIPSE 12, quando o prometido Filho de Deus nasce em Terra, no seio da Igreja, debaixo de sinais astronômicos envolvendo o Sol, a Lua e as estrelas, quando então DESCE DOS CÉUS O TRONO DE DEUS NUMA NUVEM BRILHANTE PARA ARREBATÁ-LO.

Muitos episódios do Apocalipse podem ser interpretados como ufológicos, afinal.

Então, parece mesmo se tratar dum mesmo evento profético narrado em duas correntes totalmente diferentes, a bíblica e a asteca.

O que nos conduz a conclusão óbvia e evidente de que a FONTE DA REVELAÇÃO DE JOÃO É A MESMA QUE A DOS ASTECAS.

E que o retorno do Messias, bem como de Quetzalcoatl, são ações escatológicas paralelas dentro de um mesmo cenário de revelações extraordinárias em um tempo da Terra repleto de transformações aceleradas rumo ao também profetizado SEXTO SOL, que é a Era (Nova) que se segue imediatamente após a queda desta atual Era, chamada Quinto Sol, e que já expirou, segundo os maias, em 2012…

Há todo um conjunto harmônico aqui.

Muitos interpretam nestas pedras apenas os registros de contato com espécies alienígenas decaídas, envolvendo sacrifícios humanos, escravos e coisas assim, na linha dos Grays, Reptilianos, etc.

Mas se esquecem que a América Pré-Colombiana é rica, em sua cultura antiga, de registros de contatos com seres do bem, que instruíram os povos nas ciências e no conhecimento, oferecendo a liberdade da consciência ao cidadão humano através das práticas dos conhecimentos das estrelas. 

PAHANA, Quetzalcoatl, Pacal-Votan, Kukulkan, Viracocha, Sumé, enfim, muitos nomes de divindades supremas do Sol, de Vênus e das estrelas que nada tinham em comum com grays e reptilianos, e ainda que eu não esteja dizendo que estes seres caídos não tenham existido, o que prevaleceu foi a tradição da Luz daquela classe de Anjos ou Seres a serviço do Criador…

Segue na parte 2 uma série de pedras com incríveis mensagens…

 

JP em 19.07.2019

 

 

Comentários