Templates by BIGtheme NET

A VERDADE SOBRE O SANTO GRAAL

A Verdade sobre o Santo Graal

Sim, podemos associar facilmente com o Santo Graal, termo vinculado ao San-greal, sangue real da linhagem mística de Jesus Cristo e todas aquelas histórias dos reis merovíngios, flor de Lis etc… a poderosa França e suas catedrais templárias, quantos segredos da Franco Maçonaria original e intocada!

Dizem até que o Graal como taça de Cristo poderia estar oculto numa daquelas imponentes catedrais Notre Dame do norte da França… mas além da concepção do objeto onde está o elixir da vida, é claro que ele se associa ao segredo da Mulher, o Conhecimento ou a Divina Ciência a ser bebida, a mesma água onde todo ser tem seu segundo nascimento… afinal, todos nós não nascemos de uma bolsa materna cheia de água que se rompe, quando soa a Trombeta do Destino?

Muitos associam com um tipo de sexo místico oculto, mas está errado, e a menos que se transcenda o conceito de sexo para uma dimensão onde o amor espiritual não toca mais o mundo material do desejo, você terá que lembrar-se de que … “o que nasce da carne é carne, mas o que nasce do espírito é espírito”… e João é claro ao testificar que a Palavra é o poder que se tem em conta na transformação de homens mortais em Filhos de Deus imortais, reedificando o Templo interno numa possessão eterna.

O Mais alto poder do ser humano é o poder da Palavra.
Animais copulam, plantas se reproduzem, até os minerais tem sua sexualidade implícita ao balanço iônico das moléculas e equilíbrio eletrônico dos átomos… e todos estes arranjos da sexualidade são transitórios, temporais, mortais, como dizia Buda, sombras de desejo que criam ilusões nas cadeias materiais da ignorância e do sofrimento… mas só a criatura humana
auto-consciente tem a sua disposição o poder de materializar imagens mentais em palavras, em sons.

Este é o mais alto segredo da sabedoria do Graal na qualidade de útero gerador de deuses.

O Segredo do Graal é o Alto conhecimento da Deusa Mãe, é a Ciência de Sofia, é o Leite de Isis, é a Luz líquida da Face do Eterno Feminino escorrendo como cascata de ouro em seus cabelos de Vênus, luz com poder de transformar toda alma – semente que vem a este mundo… a Verdade Cristo em solução pura no Santuário da Deusa, a Shekinah ou Tabernáculo de Deus na Terra.

Sabedoria e Luz sempre tiveram nome de Mulher… até pelo ato fundamental do Feminino em DAR A LUZ…em todos os sentidos! É a Mãe que permite que a nova vida desperte a consciência para um novo mundo!

E que Grande Filho chamado JESUS CRISTO veio ao mundo através de uma GRANDE MULHER e Mãe chamada Maria, Virgem justamente porque sua Luz nutridora deveria ser pura, porque o PURO precisa de alimento do PURO. E Maria foi a primeira instrutora do divino Jesus menino…

E quem bebe desta água de luz, renascerá em espírito e em verdade! A fonte cujas águas bebidas não permitem que se tenha sede outra vez!
Porque são fontes puras do Espírito Santo naquele santuário, conforme o Apocalipse 22 e o rio da vida.

O Arcano em forma de EU SOU, ou o Nome, a Palavra que tudo pode, tudo cria, tudo revela e tudo é… quando a PROTEÇÃO do CONHECIMENTO acontece no mistério do Amor Maior do Mundo, o Amor Materno das Alturas donde a Luz flui… e o devoto em busca saberá que o Verdadeiro Conhecimento é, além de guia, o melhor protetor da Estrada da Auto-realização!

 

Santo Graal = Santidade

Se fazer puro de corpo e alma, receptáculo como o Graal, para que o Sangue de Cristo e o Verbo do Sol nos preencha por inteiro, e o Espírito Santo reedifique o Templo, porque lançou a Pedra fundamental, Jesod, pura, forte, resistente, e sobre ela a Reedificação do homem imortal acontece, dando lugar ao segundo nascimento. Não é mais de areia a base da casa da existência assim transformada.

O Graal são todas as almas que, na sua passividade pura e obediência assumidas, se tornaram receptáculos do Poder Cristo, se tornando então repletos da Energia da Luz, da Vida e do Verbo do EU SOU.

O ato de esvaziar o corpo e a mente do EGO e das ações perniciosas do EGO vai lentamente nos transformando em taças receptivas da energia divina, e a Meditação é um excelente instrumento dentro deste trabalho.
O que nos torna impuros e bloqueados para a energia divina abundante em toda parte é o EGO e todas as suas ações e pensamentos que nos contaminam.

A rara virgindade espiritual em nossos dias é o Graal.
Jesod-Lua, a base do edifício cósmico (Árvore Sefirótica) ou a raiz santa da Árvore da Vida, que tem no Sol o centro, o coração do sistema, o tronco da Árvore, a Força Cristo que lhe tem sustentação. E se a raiz beber de fonte contaminada, então toda a Árvore perecerá!

Quando a Rainha Guinevere cometeu Adultério, o Graal imaculado se perdeu, o reino de Camelot caiu em trevas e o Rei Solar Artur foi ferido. Paralelo extraído da Santa Ceia, já que os pecados da carne é que levaram Nosso Senhor para a Cruz… para que sua expiação pudesse trazer de volta o Santo Graal ao Mundo, e ele veio na Voz e Presença da Virgem Maria…ao longo destes dois mil anos de peregrinação da Igreja (e religiões) na Terra.

O Santo Graal é a Pomba Branca do Espírito Santo beijando almas transformadas pela santidade!
O que se diz dos 144 mil? Eram virgens, puros, sem mentira nos lábios, comprados da Terra como primícias de Deus e não se mancharam com a carnalidade…

A Alma que se faz branca, pura e forte, no corpo e na mente, se torna como Jesod-Lua, o Graal do Sol, tão raro na Terra como a Virgem Maria, o que a possibilitou ser coberta pela ação do Espírito Santo, como foram os profetas, os apóstolos, os santos, os mártires e os patriarcas, cujas vidas foram marcadas por expiações e milagres! Porque o Poder Maior é que operou neles, já que eles propiciaram o Meio para o Poder de Deus atuar!

Sem castidade e pureza lunar, a fé solar não encontra meio para realizar seus prodígios, que incluem curas milagrosas, sabedoria inesgotável, dons iluminados da mente e a conquista da imortalidade, o que significa a ressurreição de todos os santos que, no passado, morreram em estado de corpo e alma GRAAL, por exemplo, os santos incorruptíveis, que desafiam a ciência sem uma explicação (o exemplo de Santa Bernadette Soubirous,  o GRAAL de Lourdes, França).

Só as almas santas é que se fazem canais da Palavra e das visões de Deus e seus anjos. Canais (médiuns) onde arde uma carnalidade imoral não são canais da luz divina, porém, de falsas comunicações disfarçadas de luz.

O Puro jamais se manifestaria no Impuro, por mais que a Nova Era tente inaugurar este tipo de Misticismo fraudulento.
O que fala no canal impuro só pode ser o IMPURO, A VELHA SERPENTE ENGANADORA DE SEMPRE!
(…)

Alma e espírito não são a mesma coisa.
Espírito parte diretamente de Deus, é puro e perfeito, como o Espírito Santo, mas alma é a porção de psique consciente encarnada em experiência de aprendizado na matéria, e que comete muitos erros, se tornando impura em função dos mesmos. É como a precisa simbologia dos metais ouro solar e prata lunar empregados na Bíblia. A prata (alma) fica preta e suja mas não o ouro (espírito)!
A menos que a alma lunar (receptiva) se faça limpa como um graal de prata brilhante, o espírito solar (ativo) não poderá lhe preencher e lhe transformar, em todos os aspectos, corpo, mente, emoções, consciência, vida.

Somos almas em busca de sua metade solar espiritual, pura e perfeita, e só encontraremos essa metade divina de nós mesmos nos tornando como aqueles santos e nobres cavaleiros do Santo Graal, como Parsifal, como Galahad, o puro, os que encontraram a taça para o seu rei ferido!

E depois de vencerem todas as tentações, ELES, os cavaleiros puros, se tornaram essa taça de renovação de todo o reino caído nas trevas pelos pecados da rainha, a prata manchada, a Lua de sangue!


“Sêde Santos, como Eu Sou Santo”

Em várias passagens do Velho Testamento, este é o anúncio do Senhor ao povo de Israel. E no Apocalipse, o primeiro atributo do Senhor louvado pelas quatro criaturas do Trono é KADOSH: SANTO!

Esta é a primeira virtude, já que toda edificação (espiritual) começa pela base, pela raiz, pela Lua-Jesod, o fundamento, chamada Castidade. A Pedra angular, rejeitada pelos edificadores da nova era, que veio a ser a pedra de escândalo e tropeço, fazendo com que todas as suas edificações desmoronassem diante dos olhos de todos…

Sem pureza, sem castidade, sem tornar a ser criança, isenta de paixões carnais, liberta da escravidão dos desejos atrelados aos sentidos e suas ilusões mentais, ninguém verá a Deus.

Bem-aventurados os puros, eles verão a Deus!
Todos os 144 mil são graais comprados da Terra, prata e ouro refinados, e todos serão preenchidos pelo sangue da Vida que flui do Sol, o Verbo Cristo, que é Deus.

Portanto, a busca do Santo Graal não é uma rota cheia de ocultismos carnais que nos levará até uma suposta taça de prata ou esmeralda, ou a uma mulher sagrada e heróica do Novo Testamento, definindo o nosso renascimento espiritual a base de falsos hermetismos sexuais, e sim, uma vida cheia de pureza, fé, amor e boas ações que nos transformem em santos graais para os quais, naturalmente e sem esforço, as águas da vida e o sangue do Cordeiro fluirão em nós e através de nós!

A exemplo da Virgem Maria, o único Graal-Mulher que o Novo Testamento reconhece, e que deu a luz ao Filho fora do sexo, fora de ocultismos da nova era que, na verdade, são deturpações da Palavra de Deus.
Se for para mirar uma mulher sagrada, ei-la!
Quer um Graal para beber? Ei-la! A Virgem Maria!
Ela é a única Mãe Divina do Evangelho.

Porque é Ela quem fala ao mundo até os nossos dias, em atenção a Nova Igreja de Cristo na reunião dos seus filhos dispersos em Terra… e não Madalena, cuja voz só é ouvida em romances e ficção de cinema.

Se o próprio Jesus Cristo precisou deixar descendência, como era importante aos antigos hebreus na transmissão da hereditariedade de determinadas castas, isso não transforma o sexo em objeto de ocultismo, apenas em instrumento de reprodução. Porque a Lei que vigora nas Escrituras em relação ao ato carnal não mudou, já que o que nasce da carne é carne, e o que nasce do espírito é espírito. Buda e inúmeros outros santos que ascenderam aos céus repeliram a carne e mergulharam no espírito para obter êxito. Jesus nunca os negou, só os confirmou, em cada detalhe.

Portanto, não idolatremos a carne, julgando que ela possa guardar algum tipo de Graal ocultista, porque essa é uma das grandes mentiras propagadas por demônios na nova era, como advertiu o profeta Enoque, ação intensificada nos fins dos tempos. A serpente e suas legiões do inferno continuam induzindo a humanidade ao mesmo fruto proibido cuja experiência continua sendo o pecado, que dá por salário a morte, as trevas, a perda da alma.

Se existe uma Mulher Sagrada para tomarmos como referência ao Santo Graal, de forma plenamente respaldada pela Verdade Bíblica, esta Mulher Sagrada é a Virgem Maria, falando de pureza, fé, obediência e arrependimento aos filhos rebeldes de Eva e da serpente até os nossos dias.

Porque a Virgem ou o Eterno Feminino voltaria para esmagar a cabeça da serpente sob seus pés, já que a serpente voltou a enganar a humanidade com falsas doutrinas, camuflando novamente o fruto proibido, que significa queda e morte.

Inventar e acreditar em ocultismos mirabolantes que satisfaçam os convenientes desejos do pecado vivo no corpo é fácil, mas se tornar SANTO e, por efeito, fazer da busca do Santo Graal a busca pela santidade e obediência perfeitas em toda a nossa existência, isso realmente é o mais difícil.

Porque o Graal não é uma taça escondida num templo ou a tumba de uma suposta esposa de Cristo, não mais do que a tua própria condição de SANTIDADE E OBEDIÊNCIA restauradas perante o Criador.

Seja esta somente a tua busca. Porque muitas são as doutrinas modernas com cheio de morte e podridão… apenas a Verdade Cristo sem alterações ou interpretações modernas da NOVA ERA e seus pseudo-mestres é que poderá revelar o seu valor ao nobre e sincero buscador do Graal.
E quando terminar a tua busca, tu renascerás no Ventre do Eterno Feminino, que é a Igreja Cósmica que gera filhos de Deus em todo o Universo.

O GRAAL ESTÁ DENTRO DE TI, e sempre esteve todo esse tempo… só precisa ser esvaziado das paixões e purificado das imundícies… não há espiritualidade sem santidade, não há iluminação sem castidade, da mesma forma que a Árvore da Vida só apresenta frutos se a raiz beber de águas puras…
Toda espiritualidade sem santidade, portanto, é falsa.
Será apenas fachada. É como casa construída sobre a areia.
Com o tempo, irá ruir sobre a base falsa.
Não é edificação eterna de Deus!

Se há um ocultismo e uma chave real que desperta o Kundalini, levanta a serpente no deserto e nos dá segundo nascimento, essa chave é a Palavra de Deus, que é espírito, e não o sexo, que é carne.

E no dia em que tu te tornares um Santo Graal, o Espírito de Deus te dará um novo nome escrito na pedrinha branca, teu fundamento novo, a saber, a Palavra da reedificação que somente quem recebe pode possuir.

A Palavra Perdida, o Idioma criador dos Anjos… agora será teu. E com a Palavra de Deus, realizarás tudo.
Ela é o Hermetismo real.
Ela é que nos converte em Filhos de Deus.

E nesse dia, finalmente você compreenderá o Sexo dos Anjos que, transcendendo a carne e as mentiras seculares da serpente, encontra no Poder da Palavra a realização mais profunda, cósmica e divina do conceito de Amor EROS entre DOIS, refulgindo como estrela na Luz ÁGAPE de Cristo em todo o Universo.

A carne não mais embaçará tua alma para a experiência do legítimo Sexo dos Anjos na dimensão infinita da Verdade Cristo, criando universos de felicidade e paz dentro e fora de ti… e se alimentará para sempre dos frutos da Árvore da Vida, os dons da Palavra vibrando nas sete chamas do Espírito Santo.

(Leia Mateus 5: 27-32, Mateus 12: 31-33, Mateus 19: 3-15, Mateus 22: 23-32, Mateus 24: 37-39, Gênesis 6 e a queda dos Anjos na corrupção carnal, João 1: 1-14, João 6, Lucas 20: 27-40, Tobias 6: 16-22, II Timóteo 4: 3-4 … para compreender melhor o significado da virgindade e santidade espirituais para Deus)

Medite nisto:
“Porque virá o tempo em que as pessoas, não suportando a sã doutrina, mas tendo coceira nos ouvidos, ajuntarão para si mestres conforme as suas próprias concupiscências, e desviando os ouvidos da Verdade, se voltarão para as fábulas”.
II Timóteo 4: 3-4

JP em 20.01.2019