Templates by BIGtheme NET

A VERDADE SOBRE O NATAL

O  Natal não começou com Jesus Cristo, há 2000 anos, em Israel.

Seus simbolismos já existiam em outras partes do mundo, em outras culturas. Buda, Krishna, Mitra, Hórus, muitos heróis solares nasceram de virgens sagradas com a missão de redimir o mundo e salvar a humanidade das trevas. Todos foram anunciados por uma estrela ou sinal profético no céu, porque todos desceram ungidos da mesma estrela de Belém, Sirius.

Há também a simbologia astronômica do Solstício de Inverno ou de Dezembro, no Hemisfério Norte, quando a Terra, nesta época do Natal, entra no Inverno e passa a ter dias curtos de luz, com longas noites… como se a Terra entrasse simbolicamente nas trevas, precisando então do retorno do Sol…

Todos foram martirizados, e ressuscitaram e ascenderam aos céus…
Todas as simbologias astronômicas foram aproveitadas, mas o Natal cristão se tornou mais conhecido porque se ocidentalizou, em função da Igreja, que incorporou à história verídica de Jesus Cristo algumas alegorias pagãs, para tentar popularizar mais rapidamente o Evangelho, já que, para o povo pagão, aquelas simbologias dos deuses solares já eram familiares…
Então, se reconhecessem isso em Jesus Cristo, poderiam se aproximar dele mais depressa, e estando no rol dos mestres enviados a Terra, Jesus também cumpria o protocolo dos símbolos relacionados a esta casta sagrada…

Mas isso não é razão para que muitos duvidem da realidade divina por trás de todas estas coisas. Muitos alegam que o Natal e outras simbologias cristãs são plágios das culturas antigas por parte da Igreja, e que Jesus de fato nunca existiu, foi tudo uma invenção planejada.
Bobagem! E repetidas descobertas da Arqueologia sempre demonstram o contrário!

Todo espírito que desce ungido pela luz de Sirius em missão na Terra é um CRISTO, palavra grega que significa UNGIDO.

O próprio simbolismo da Mãe Virginal, além de representar a mulher pura e eleita para ser mãe de um mestre, representa a Catedral, a Igreja, o Símbolo do Ventre Sagrado, ou Santuário do Eterno feminino… e num plano mais alto, a Estrela… Stella Maris, Ishtar, Ísis, Vênus, reparem como a carga de simbolismos da Estrela é bastante feminina. A Igreja como símbolo do ventre da Divina Mãe onde nasce o filho não humano, mas o Divino…

Jesus foi o UNGIDO DA ESTRELA MAIS ELEVADO QUE PISOU NA TERRA, EM VIRTUDE DE SUA MISSÃO DE ALTO SACRIFÍCIO.

O que não desmerece contudo o poder e valor dos outros Cristos anteriores a Ele. E a concordância dos símbolos ilustra exatamente a origem e os processos que envolvem estes grandes mestres da Loja Branca em missão na Terra, todos ungidos na capital Sirius!

O Hinduísmo fala em dez Cristos-Ungidos (Avatares) enviados de tempos em tempos para salvar o mundo. E estamos no tempo do décimo e último, o Avatar do Cavalo, ou Kalki Avatar, mencionado no Apocalipse 19: o mestre do Cavalo Branco, voando nos céus com seus exércitos de anjos, com o Nome Rei dos Reis na Coxa, o Verbo de Deus.
Muitas seitas modernas disputam o título do KALKI AVATARA e BUDA MAITREYA para seus mestres… mas nenhuma delas ainda o apresentou.

CRISTO É FORÇA MÚLTIPLA, É EGRÉGORA COLETIVA, É ELOHIM-DEUS NO SENTIDO PLURALIZADO DO ESPÍRITO. Eis o exército CRISTO, cuja cabeça é Jesus de Nazaré, em termos de Hierarquia…

Coisas que a mente dos céticos e ateus jamais compreenderá!
E  todos sabemos que o PEIXE SEMPRE FOI O SÍMBOLO DA MISSÃO DE JESUS. Mas o PEIXE É O SÍMBOLO DOS SERES AZUIS DE SIRIUS, porque são seres da terra e da água e sua civilização é muito ligada ao mar.

E o primeiro AVATAR da Lista (AVATAR significa MENSAGEIRO) era MATSYA, que significa PEIXE! Olha ele aí…
E então, quem ainda acredita em coincidências?
*************************************************************

NATAL: UM SÓ CORAÇÃO

Que palavra e que sentimento capturam essa mágica expectativa do coração a cada Natal?

Que aura gigante é essa que envolve toda a Terra e, tenaz, sempre direciona nossa alma em esperanças intensas, como estrelas brilhantes que os olhos procuram na negra noite?

Será que o Grandioso Ato do Mestre do Amor, reanimando o coração do planeta, já quase morto pelas maldades humanas acumuladas, infartado por tanto sangue derramado no estopim dos ódios e violências, reverbera até hoje como um ECO de amor nos corações que não se petrificaram demais no materialismo vigente?

Será que essa ânsia de querer o Bem Infinito permanece até hoje em nós graças à dádiva do maior presente que o Céu ofereceu ao mundo em todos os tempos?

Ou julgamos que esses sentimentos procedem de nós mesmos, desconectados de um Sistema Maior?

Será que se trata de um Imenso e Invisível Coração, cobrindo toda a vida, que hoje perece por causa dos seus equivocados caminhos, deliberadamente escolhidos, a despeito da Ingratidão de seus filhos, inconscientes de todo o Processo, ainda julgando que tanta vida e tanta beleza sejam acidentes do tempo e encontros casuais da matéria com a energia, segundo os ditames da Ciência Moderna?

Não será tudo isso, tudo isso mesmo, UM SÓ CORAÇÃO pulsando, reinventando a experiência do AMOR DIVINO em cada Natal, com as mesmas lições de paz e fraternidade sussurrando na atmosfera, e que ainda resistem vivas e circulantes em nosso mundo, cada vez mais afogado no oceano do consumismo e da artificialidade?

Sim, bendito seja o Natal, a eterna dádiva de recomeçar, e que o Mestre dos Mestres reensine cada coração a amar, e que a sua pulsação onipresente encontre portas abertas em cada peito visitado que se disponha a servir de manjedoura humilde e morada acessível à sua Renovada Chegada.

Sim, o Natal, o divino Natal é nascimento dum algo eterno que, assim sendo, sempre renasce…

Que o Natal nos ensine a construir UM SÓ CORAÇÃO!

UM SÓ CORAÇÃO resolveria todos os nossos problemas…

UM SÓ CORAÇÃO responderia à todas as profecias,

UM SÓ CORAÇÃO curaria todas as enfermidades, de corpo e de alma,

UM SÓ CORAÇÃO preencheria todos os vazios,

UM SÓ CORAÇÃO revelaria toda a extensão e profundidade da Luz Infinita,

UM SÓ CORAÇÃO solucionaria todos os dilemas existenciais, frutos de carências inexplicáveis,

UM SÓ CORAÇÃO revitalizaria toda a Terra, e a converteria novamente num Paraíso,

UM SÓ CORAÇÃO transformaria nosso mundo tenebroso num cintilante ponto de alegria, resgatando-o da obscura tristeza causada pelo dogma da Separatividade, sustentada desde o início pelo EGO-CENTRISMO,

UM SÓ CORAÇÃO: Eis aqui o homem à imagem e semelhança de DEUS!
quer dizer, PERFEITO!

UM SÓ CORAÇÃO: Luz, Imortalidade, liberdade, felicidade, na única energia que o torna possível: O AMOR.

UM SÓ CORAÇÃO é o que tentam nos dizer as estrelas e os espíritos a cada Natal,

UM SÓ CORAÇÃO é a lição que persistirá enquanto o mundo celebrar o Natal, cada vez mais sufocado pelos valores que não lhe dizem respeito. Porque tudo foi criado pela Divina Força do Amor, que saiu desse ÚNICO CORAÇÃO, criou a Vida, dividiu-a, distinguiu-a, e atentamente a Observa, esperando que toda essa Vida fragmentada aprenda a se amar por si mesma, para que Deus possa mirar a si mesmo no Espelho da Sua Criação e dizer: Está Bom!


E nessa comunhão recobrada, aquela Onda de Vida retorne ao Seu Peito, vibrando amor e tudo o que no amor há.
O Natal é a renovada tentativa desse CORAÇÃO ÚNICO recriar-se
demonstrando que o AMOR é invencível, porque sempre se reinventa e se redescobre,
mesmo debaixo de todos os véus da matéria e sufocado por todas as energias negativas que justamente a sua AUSÊNCIA veio a criar no seio dos seres que lutam pela consciência.

O NATAL É A PROVA FINAL DE QUE O AMOR É INVENCÍVEL.
E COMO O CRISTO, SEMPRE RENASCE DEPOIS DE TER SIDO ASSASSINADO
REALIZANDO TODOS OS MILAGRES,
MAIS FORTE E LUMINOSO DO QUE ANTES.

No INÍCIO, sua CHEGADA trouxe um SENTIMENTO.
E o SENTIMENTO formou um CORAÇÃO.
O CORAÇÃO emitiu uma PALAVRA.
Da PALAVRA saiu um MISTÉRIO.
E o MISTÉRIO incitou a BUSCA.
Da BUSCA nasceu o PROPÓSITO,
e do PROPÓSITO, o TRABALHO.
O TRABALHO concebeu a OBRA,
e a OBRA falou por si, declarando QUEM chegou.

E ELE virá aos que o aguardam desde o INÍCIO,
porque ELE, que estava no INÍCIO,
é o mesmo que se apresenta no fim.
Não mudou, pois o Perfeito não precisa mudar.
Mudamos nós, para poder recebê-Lo.

E o SENTIMENTO se contentou.
E o CORAÇÃO bateu.
A PALAVRA foi ouvida, e o MISTÉRIO, compreendido.
A BUSCA terminou quando o PROPÓSITO foi alcançado.
E o TRABALHO, recompensado.
Porque a OBRA fez tudo isso valer a pena.
Principalmente a ESPERA…

Que nesse Natal especial,
todos aqueles que esperaram por ele, recebam,
lá no fundo do seu coração
aquele precioso tesouro que só quem recebe,
sabe o que é.
Aquele tesouro espiritual que chega em cada Natal
e vai embora, toda vez que o ano recomeça
e a ilusão da matéria nos aprisiona novamente.
Porém,
a todos quantos recebam essa dádiva
saberão que será Natal para sempre
e do seu coração esse sentimento já não sairá mais.
Só os que recebem, o saberão
mas a todos os outros,
tudo continuará do mesmo jeito no ano seguinte.
E em todos os outros anos
no vazio dos seus corações
corações esses que não aprenderam a abrir a porta…

JP em 27.01.2019

Comentários