Templates by BIGtheme NET

A Tecnologia salvará o mundo?

 

 

Há uma marcante tendência em se julgar que a tecnologia resolverá todos os problemas da humanidade.

Que depois que acabarmos com este planeta, poderemos seguir tranquilos em nossas naves para outros mundos, no fundo, não como conquistadores deixando glórias para trás, mas como predadores e parasitas que destruíram seu lar e agora precisam encontrar novas habitações para invadir.

Quem toma a tecnologia como uma entidade absoluta, desconhece que o Universo é regido por uma lei fundamental, a Causa e Efeito, e que tudo o que se faz, tem um preço.

O Karma não funciona só para indivíduos, mas também é aplicado para a humanidade em seu aspecto coletivo.

Décadas e décadas de destruição planetária indiscriminada em nome do poder e da avareza, séculos e séculos de guerras e manifestações de tirania e loucura em nome da ideologia por trás de todas as ideologias chamada MATERIALISMO, tudo isso somou efeitos tremendos que agora estão retornando para o mundo.

Há uma ordem moral e espiritual no universo que nenhuma tecnologia pode subornar, por mais avançada que ela seja.

A Terra sofreu e ainda sofre severas agressões, e a tecnologia só acelerou o processo, e se algo não der lucro, geralmente não é consentido nesse sistema.

Apenas pequena parte dessa tecnologia tem real preocupação com a Biodiversidade e se aplica a não ferir o meio ambiente. A grande fatia infelizmente trabalha ao lado dos interesses de mercado, indiferentes aos impactos ambientais, que se somam aos outros fenômenos cósmicos ligados ao alinhamento de astros e a manifestação do segundo Sol, para assinar por decreto divino a extinção próxima, o que confirma todas, eu disse TODAS as profecias do passado a respeito do tempo que estamos vivendo.

Quero dizer que a humanidade não poderá fugir dos seus crimes: errado pensar que é só fazer foguetes e sair colonizando o universo, deixando um rastro de destruição e crime para trás.

Há uma Ordem Moral e Espiritual rigorosa no Universo, aceita e cumprida pelos seres mais evoluídos de outros mundos. E eles mesmos é que a fazem cumprir.

Outro erro é pensar que os avanços da engenharia genética e da biotecnologia poderão consertar os estragos no corpo, na saúde e no DNA causados pela involução da alma no psiquismo inferior, marcado por violência, maldade, egoísmo, luxúria, gula e todo tipo de energia densa que, abrigada na mente, é transferida com o tempo para a parte física, e somatiza-se em doenças, e causa a lenta degradação do DNA, produzindo falhas no mesmo a serem transportadas para as gerações futuras.

Esse tipo de tecnologia ainda insiste em consertar os efeitos (físicos) mantendo-se ignorante sobre o universo das causas (psíquicos).

Portanto, a tecnologia não é e nunca foi o alvo da evolução, o alvo é o espírito, é a moral e o humanismo. Tecnologia é acréscimo, não é essencial para a vida.

Podemos viver sem tecnologia, só com os recursos da natureza.
Mas não podemos viver sem a natureza, sem a água, o ar, os frutos da terra, só com os recursos da tecnologia.

A menos que se inventem chips comestíveis ou as pessoas comecem a comer seus TVs de plasma ou celulares quando se instalar a fome.

As profecias são concordantes em dizer que haverá sim uma extinção em massa, mas não será o fim, os remanescentes serão justamente aquelas pessoas que tiverem despertado para essa consciência moral e espiritual da existência, que saberão usar toda ciência e consciência com equilíbrio, sem jamais ferir a Natureza, poluir o ar que respira, a água que bebe e o chão que lhe dá o pão.

Essa é a lição que os extraterrestres sempre procuraram nos ensinar.

Não nos preocupemos com a tecnologia. Preocupemo-nos com a qualidade moral e espiritual do ser. Porque a medida que o ser se torna consciente e puro, se tornará merecedor de ciências e tecnologias maravilhosas, inesgotáveis.

Mas para o ser mesquinho, egoísta e cruel, até o que lhe foi dado lhe será tomado.

Ninguém foge do Karma, do Destino.
Nenhuma tecnologia poderá subornar a Lei Maior do Cosmos, seja ela qual for.

Tudo será cobrado, e tudo deverá ser pago.
Até porque não temos outra forma de aprender, senão aquela que nos obriga a conviver com os maus frutos dos nossos erros.

Eu destaco o parecer “há solução para tudo” comum aos entusiastas da tecnologia e da ciência. Porém, nesse estado baixo de consciência, o homem muitas vezes deixa de ver as soluções diante dele, ou até as vê mas, como não são lucrativas, as descarta.

O lixo é uma das marcas de maior primitivismo da nossa sociedade.

Só produzimos mas não reciclamos no mesmo ritmo, então as veias do sistema ficam obstruídas, e o resultado dessa trombose industrial é a paralisação do progresso, especialmente nas grandes cidades.

Ps: claro, sem querer ser radical, poucas pessoas sabem usar a tecnologia sem se tornarem escravos dela.

Digo isso especificamente no aspecto dos cuidados com a alma, a consciência interior e o acesso da internet espiritual por meio da meditação, e o uso das faculdades naturais do cérebro pelo exercício da concentração e da inteligência, coisa que muita gente nem sequer suspeita que exista mais por causa da sobrecarga dos aparelhos na vida diária, sem descanso.

Vai falar nesses termos para a juventude moderna, geração
High-Tech? Eles simplesmente riem da nossa cara, e dizem que somos uns loucos e ultrapassados.

O excesso é o que mata.
Mas dificilmente uma pessoa, que é direcionada ao condicionamento materialista do SISTEMA, evitará cair no vício do EXCESSO, já que estes excessos é que fazem lucrar o sistema e girar o eixo da máquina capitalista.

Ou seja, o sistema irá ele próprio educar você nos excessos para lucrar em cima.

A única forma do homem descartar essa obsessão por dinheiro e lucro, e essa lavagem cerebral tecnológica, é se espiritualizando, e não há meio termo aqui.

E falando sério, duvido que haja uma espiritualização em massa, porque isso exigiria sacrifício, renúncia de um estilo errado de vida, apoiado nessas efemeridades.

Exigiria uma humanidade mais profunda, interiorizada, voltada para dentro, para a beleza de dentro, para os valores da boa consciência, do respeito, da tolerância.

Uma humanidade que aceitaria os sacrifícios reparadores…

Então, se a humanidade não se espiritualizar, e em grande escala, nada mudará o implacável curso das profecias, balizado pelas amostras que a Natureza já vem dando faz tempo, e pelas próprias ações irracionais daqueles que controlam a opinião pública, e dos tantos outros formadores de opinião.

É por isso que sou tão pessimista em relação a esse ponto.
A humanidade só demonstra agravamento nesse sentido.

Apenas um grande impacto para arrancá-la deste pesadelo materialista de trevas.

O grande impacto que já está chegando na CONVERGÊNCIA DOS SINAIS em escala crescente rumo ao seu ápice…

 

JP em 08.08.2019

Comentários