Templates by BIGtheme NET

A Saga da Bíblia

A Bíblia inteira narra uma saga da escravidão do povo hebreu-judeu a reis e sistemas do tipo, até que Deus levantava um libertador. Então fica claro que existem dois lados aqui. Porque esse povo, hoje, alcança toda a humanidade, e não só os hebreus-judeus históricos (que conseguiram destruir o pacto com Deus ao assassinarem seu Filho na Cruz, obviamente).

Os primeiros escravizadores foram os demônios, que induziram a raça original pura ao pecado carnal. E toda a humanidade se tornou escrava do vício impuro e do desejo que mata: porque disse ELOHIM: Não comerás do fruto proibido (o sexo) porque nesse dia, certamente morrerás!

Aí vieram os reptilianos e disseram o contrário, e a humanidade acreditou e, como os anjos caídos que eles eram, eis que o homem repetiu o mesmo delito, e caiu como eles, se tornando toda a humanidade, depois, seres mortais, repletos de doenças e vivendo o sofrimento por causa do ego vivo que se tornou rebelde contra as leis do Criador.

Na sequência do livro do Êxodo, Ramsés escravizou os hebreus no Egito, mas IHVH levantou Moisés para salvá-los.

Nabucodonosor escravizou mais tarde o povo na Babilônia, e outra vez, Deus levantou libertadores, Ciro, e suas duas testemunhas.

Por fim, Roma escravizou os judeus, e Deus lhes enviou Cristo.


E paralelamente a isso, Deus sempre enviava profetas ao povo com a repetida mensagem: “Eu, o Senhor, deixo vocês caírem nas mãos dos opressores porque não me obedecem, porque matam, porque fornicam, roubam, mentem, cometem adultério, traição e cobiça de posse. Blasfemam, não honram o que é sagrado e puro, mas se deitam na mesma lama que os povos pagãos. Por isso, por punição e lição, Eu vos entrego ao outros homens para vos escravizar. Obedeçam o vosso Deus e Ele os libertará!”

Isso é algo claro na Bíblia. Enki, como deus-serpente, foi chamado amigo dos homens. Se diz que o primeiro Instrutor da humanidade foi um grande espírito, que os sumérios chamaram de Enki, e os egípcios, de Toth, entre outros povos.

Mas houve um rival infiltrado, uma outra divindade reptiliana nada sábia, porém astuta e ardilosa, que inoculou um veneno chamado MENTIRA no coletivo mental do povo…

Isso é questão de terminologia. Aquele Instrutor divino tinha um rival, que liderou a queda e a organização de uma legião paralela, com base na inversão de todos aqueles conhecimentos que eu disse.

Desde este dia se formaram duas forças. E a Grande Batalha se instalou.

Existem os dois lados. Se não houvesse o lado branco nos protegendo, acredite, o lado negro já tinha feito tudo ruir por aqui – e olha que já está muito ruim!

Mas enquanto o lado negro hipnotiza o homem e o arrasta ao erro em seu adormecimento, o lado branco precisa que o homem lute desperto, e tenta acordá-lo. Não pode arrastá-lo para a luz, como o lado negro arrasta almas para as trevas.

Precisa da ajuda do homem.

Há dois Enkis. Há duas entidades. O Instrutor e o Decaído.

O Bem e o Mal sempre existiram.

Quem joga sujo é o mal.

Não podemos construir toda uma verdade somente com base nas tabuinhas encontradas (embora muitas falem de Enki de forma positiva) e nas interpretações isoladas de um único homem (Sitchin).

Muita coisa se perdeu ou foi escondida.
Ou não foi traduzida corretamente.

E isso também faz parte da confusão. A Bíblia foi escrita para ajudar o homem nessa escuridão que cairia sobre o mundo.
O testemunho ali é claro: primeiro, IHVH se manifestou e criou seus filhos com amor, lhes prometendo a igualdade divina e a repartição do Reino da Terra. Depois, somente depois, veio um inimigo oculto, e desencaminhou a humanidade, fazendo-os sofrer e transformando-os em escravos.

Sitchin só considerou um lado da moeda. O lado negativo, transformando IHVH nesse ser maligno e dominador, sendo que a sua identidade revelada é Sathan, o opositor, e não IHVH,
Não se tratam da mesma entidade, mas de entidades totalmente opostas.

Não reparou que IHVH sempre tentou salvar seus filhos da serpente caída, inimigo tenaz do mundo, através de profetas, reis divinos, ungidos e apóstolos, todos perseguidos e mortos pelo mesmo povo?

Não fazendo nenhum sentido a interpretação de Sitchin, de que IHVH era o dominador e escravizador da humanidade.

Lhe faltou sabedoria para lidar com esse monumental tema: a saga bíblica dos filhos de Deus sobre a Terra.
Que está prestes a terminar… com a vitória final da Luz sobre as Trevas.

JP em 01.02.2020

Comentários