Templates by BIGtheme NET

A Geometria das Coisas

Alguns atribuem ao acaso os inexplicáveis fenômenos que nos cercam, enquanto outros acreditam que Deus é o Grande Arquiteto do Universo.

Mandala - To no Cosmos

Isaac Newton mostrou que a confusão de várias teorias descrevendo tudo, desde movimentos planetários até as ondas do mar, são aspectos de uma lei universal gravitacional. No séc. 19 James Clerk Maxwell descobriu que a eletricidade e o magnetismo são facetas do eletromagnetismo.

Já se sabe que a matemática está espalhada por todos os lugares, com seus precisos cálculos sustentando todas as formas de vida e criações.

A Sequência de Fibonacci ilustra bem isso.

A sequência é 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55, 89, 144, 233, e assim por diante, somando o número atual com o anterior o número seguinte será esse resultado.

Girassol - To no CosmosO italiano Leonardo Fibonacci (1170 – 1250) demonstrou pela primeira vez no séc. 13 em seu livro ‘Liber Abaci’  essa maravilhosa sequência que pode ser observada em seres vivos, como insetos, plantas, rosto humano, entre outros detalhes da natureza.

Se você tiver tempo e quiser conferir a quantidade de sementinhas que há dentro de girassol, será um número contido na Sequência de Fibonacci.

 

O lírio tem 3 pétalas, a margarida 34, até com os galhos de uma árvore há essa simetria de acordo com sua altura. Curiosamente o trevo da sorte, o de 4 folhas, está fora dessa sequência.

Essa sequência também é aplicada em forma de espiral, a chama “Proporção Áurea”, presente em todos os cantos da natureza e dos Cosmos, como em faces, furacões, ondas, espirais de galáxias, praticamente em tudo, sendo muito usada por artistas em suas obras.

Espiral - To no Cosmos

Até mesmo um pequenino floco de neve é governado pela ‘Lei da Ordem’, como a maioria exibindo sua elaborada simetria radial, idêntica a cada um de seus braços.

espiral cosmos - To no CosmosQuando falamos de plantas ou animais tendo uma fantástica simetria dessa maneira, já é difícil de se assimilar, e quando se trata de objetos inanimados parece dar um nó em nosso cérebro.

Segundo a Filosofia Esotérica, tudo foi criado a partir da Geometria Sagrada, que seria o padrão usado pelo ‘Designer do Universo‘ para criar nossa realidade.

Essa geometria e outros padrões matemáticos são encontrados não apenas no palpável, mas também em músicas, na luz, na cosmologia, em nosso DNA.

Mandala em sânscrito quer dizer ‘círculo’, conhecida como um círculo mágico ou concentração de energia.

 

Mandalas - To no Cosmos

Mandalas podem trazer um bem-estar e também outros benefícios para quem as aprecia.

A Catedral de Brasília, assim como outras catedrais, usa a mandala para criar um ambiente sagrado e especial, muitos templos usam a geometria sagrada e a forma circular para fazerem suas construções e, assim, formarem uma aura protetora e especial no lugar.

Os budistas construíram as famosas Estupas, que são lugares consagrados à oração. Dentro delas há relíquias de mestres iluminados, orações, pedras especiais e outros apetrechos sagrados. Elas possuem formas mandálicas e os seguidores as reverenciam.

A cada dia se expandem técnicas de cura através de formas geométricas e manipulações de energia com o auxílio dessas formas.

Outro evento que apresenta uma geometria que é de nos deixar encucados são os Crop Circles.

A quantidade de paralelos entre os desenhos e geometrias encontradas em diversas áreas, nos levam a crer que apenas algo que não seja humano possa ser o autor de tal façanha.

crop circles - To no Cosmos

No Antigo Egito, nas construções do sudeste Asiático, da América do Sul, e em outras partes do globo terrestre  encontramos proporções exatas de geometrias exatas aplicadas em suas construções.

De onde teriam tirado esse conhecimento? Da natureza? Alguém com uma inteligência bastante superior teria ensinado os nossos antepassados?

Depois de analisado, o que podemos ver é que não existem coincidências, e sim que ‘Alguém’ ou ‘Alguma Força Superior’ desenhou nosso Universo sem economizar nos mínimos detalhes.

Vitruviano - To no Cosmos

 

Comentários