Templates by BIGtheme NET

A Babilônia do EGO

BABEL = confusão… mas, no acádico, BABEL = Porta do deus… então, o povo estava querendo subir um nível de conhecimento e tecnologia que não era compatível com a sua moral e consciência. Resultado, foram embaralhadas as línguas para que terminassem o projeto.

Veja hoje o mundo e me encontre dois falando a mesma coisa, dois professando a mesma compreensão de qualquer coisa que seja, na política,na religião, na cultura.

Ninguém mais se entende, todo mundo tem sua verdade pessoal e colide com a verdade alheia, mas tudo são conceitos do ego.

A consciência sempre atrai e une as pessoas em fraternidade, mas o conceitualismo especulativo do ego é o que produz colisão.

Por isso é que João lançou mão do termo BABEL ou Babilônia no Apocalipse, porque estes tempos estão de volta.

O ego fazendo guerra o tempo todo, a fraternidade praticamente extinta, o pecado e a transgressão sendo louvados pela cultura moderna, aberrações enormes e monstruosidades sem tamanho sendo aplaudidas por muitos,pela maioria adormecida….

Pessoalmente, eu acho que todo cataclismo que chegar, chegará tarde… porque o homem é o pior e mais destruidor cataclismo planetário que existe…. e quando o cometa aqui cair, já encontrará tudo destruído pela própria humanidade. De modo que a ele só restará limpar com fogo os monturos de ossos e ruínas da velha Babel….

O Ego é como Ícaro… basta um pouco da luz da Verdade e do calor da Justiça divina para encerrar toda vã tentativa de tentar chegar aonde o maligno ego humano jamais poderá chegar… porque o universo só dá asas ao amor… despencará das alturas como a Torre de Babel, todas as vezes em que tentar chegar ao céu com sua presença imunda.

Fim da Terra ou Fim do Mundo?

*Os maias nunca falaram em fim abrupto do mundo em 2012. Os estudiosos modernos é que entenderam isso, a coisa passou para o imaginário popular, muita gente vendeu tudo o que tinha, muitos ganharam dinheiro, as entidades científicas tripudiaram como puderam, e o grande conhecimento contido no Calendário Maia sobre estes ciclos cósmicos do tempo está lá até hoje, intacto, esperando que algum extraterrestre se nos explique devidamente, já que, conforme os maias antigos, estas ciências vieram de venusianos.

Esse é o dogma que embaça todo o tipo de conhecimento com teor de profecia, há uma discriminação generalizada, um preconceito automático e uma rotulagem cultural que realmente impede que estudos sérios sejam feitos em cima de fontes legítimas de conhecimentos desta natureza.

Cientistas italianos mediram a pulsação do núcleo da Terra, creio que na década de 1980, faz tempo.

O núcleo da Terra pulsa como um coração a cada doze horas, mais ou menos.

Isso demonstra a teoria de Gaia.

A Terra, como entidade viva, tem ciclos de evolução, crescimento, velhice e morte.

A Biosfera está demonstrando isso.

E outro ponto: temos que ver a diferença entre duas palavras aparentemente sinônimas:

1. Mundo

2, Terra

Mundo é a civilização. Esse termina.

Terra é o planeta. Esse continua, após cíclicas transformações.
Para que um novo mundo apareça.

Porque Terra é o planeta inteiro, mas nosso mundo se resume apenas à estreitíssima faixa entre a atmosfera e o interior planetário.

Uma faixa bem pequena, que facilmente é retirada de cena diante de cataclismos cíclicos, já comprovados pela Geologia.

Não considerei o mundo emocional de cada um, e a forma toda pessoal e inimitável como cada um constrói seu mundo conceitual.

Bem, esses muitos mundos também acabam, quando aquele mundo, infelizmente, acaba, frustrando muitos sonhos e esperanças que estiverem desligadas dos planos da Consciência Cósmica chamada VONTADE DE DEUS.


Todos os mundos construídos pelo ego humano terminam, cedo ou tarde.
Só permanece os paraísos criados pela consciência da Justiça e da Verdade.

E a RODA deve girar… nada fica parado.

JP em 13.06.2019

Comentários