Templates by BIGtheme NET

O código 11-11 na Bíblia Hermética

 

 

 

 

O código 11-11 na Bíblia Hermética
Sim, existe muitas passagens com este código-chave das dimensões paralelas e seus conceitos
Vejamos
Alguns livros bíblicos foram escritos com conteúdos espelhados, isto é, um refletindo no outro uma similaridade de conteúdo, em capítulos de mesmo número.
Os três livros da Bíblia onde encontrei mais esse argumento presente foram estes:
1. Gênesis
2. João (Evangelho)
3. Apocalipse (de João)
Vejamos o que 11-11 nos diz aqui:
Gênesis 11: 11
 
“E viveu Sem, depois que gerou a Arfaxade, quinhentos anos, e gerou filhos e filhas”
Gênesis 11:11
Lembrando que Sem ou Shem foi o principal filho de Noé na questão da geração da raça semítica, donde originaram-se os hebreus, da parte de Abrahão, depois, chamados judeus.
Aliás, o episódio da TORRE DE BABEL é narrado no capítulo 11 do Gênesis, e conforme temos estudado, a desejada TORRE que pudesse subir até o céu e checar a morada de Deus *dos deuses, é uma tecnologia que fora proibida aos humanos daquele tempo. Daí a confusão de línguas, e o emaranhamento de seus entendimentos, para dissuadí-los dessa ideia.
Voltemos ao verísculo 11 do capítulo 11 do Gênesis.
Shem, pai de Arfaxade.
Por que Moisés escolheu inserir esses nomes aqui, no 11-11 do Gênesis?
Teria algum motivo ou foi pura casualidade.
Não, ele teve motivos, que foram repetidos em outros livros bíblicos.
Em hebraico Arpakshad (ארפכשד), Arfaxade significa “brotando”, “crescendo”, “germinando”.
Seu valor cabalístico é (ARFKShD) = 1+200+80+20+300+4 = 605, que soma (6+5) = 11.
Ora, Shem significa O NOME, cujo filho se chamou “Brotando, crescendo, germinando”…
Qual o sentido?
O sentido se liga ao tema central da Criação, o Nome de Deus, o Verbo, criador de todas as coisas, o argumento inicial do Evangelho de João, livro que também fez seu código 11-11 relacionado a VIDA, como veremos.
O Nome que fez todas as coisas brotarem, o Verbo que criou toda a Vida.
Essa é a mensagem do primeiro 11-11 bíblico.
Qual o jogo que João fez no seu livro?
“Assim falou; e depois disse-lhes: Lázaro, o nosso amigo, dorme, mas vou despertá-lo do sono”
João 11:11
Essa passagem diz respeito à ressurreição de Lázaro, que só foi mencionada no Evangelho de João, e não nos outros evangelhos (canônicos). E todo o capítulo 11 localiza este grandioso evento: a ressurreição de Lázaro.
O Nome, a Vida, lembram? Gênesis 11?
Aqui o Nome em pessoa e o Verbo encarnado em Jesus diz ao morto: Levanta-te!
E o morto ressuscita.
Arcano 11, 11-11, poder, o poder secreto.
Querem ver como João fez continuação desse conceito no seu Apocalipse?
“E depois daqueles três dias e meio o espírito de vida, vindo de Deus, entrou neles; e puseram-se sobre seus pés, e caiu grande temor sobre os que os viram”
Apocalipse 11:11
Praticamente todo o capítulo do Apocalipse 11 fala das duas testemunhas, sua paixão, morte e ressurreição em três anos e meio no cenário de Israel e do mundo nos tempos da ascensão do Anticristo ao poder.
Pois bem, justamente no versículo 11 do capítulo 11, João relata a morte e ressurreição, e ascensão das duas testemunhas de Jesus Cristo, associando isso à ressurreição de Lázaro por Jesus nos mesmos moldes do seu evangelho.
Lembrando que o profeta Daniel chamou o Anticristo e o comparou ao 11° chifre emergindo da Besta de sete cabeças e dez chifres, o que agrega ao contexto do 11 o mistério dualístico essencial do universo (sendo que 1+1 = 2).
E terminou de forma elegante o Apocalipse com exatos 22 capítulos, que podem ser claramente divididos em duas partes, justamente 11-11, os primeiros 11 e os últimos 11 capítulos, como em dois blocos de informação organizada mais ou menos cronológica.
E por que essa ênfase no 11?
No Taro e na Cabala, 11 é um número que tem significado ligado a força, poder, potência.
Geralmente um poder místico com ar de mistério, com elementos secretos que o protegem dos profanos e do mau uso, tal como se deu no episódio da Torre de Babel. Pode ser um poder tecnológico, pode ser um poder espiritual (como a ressurreição). O fato é que se trata de um poder com certo secretismo envolvido, aliás, o termo HERMETISMO se tornou sinônimo de conhecimento secreto e afastado dos profanos.
No alfabeto hebraico, a letra 11 é KAPH, significa Mão ou Punho, e simboliza uma mão empurrando algo, a mão criando força, gerando energia (A Mão de Deus). E no arcano 11, derivado e paralelo das letras cabalísticas, vemos uma mulher detendo uma fera (leão) com as mãos… o mesmo conceito. Se somarmos os dois signos que compõem este arcano em sua simbologia, a dama e o leão, teremos então:
Leão (signo 5) + Virgem (signo 6) = 6+5 = 11
E o signo de Virgem aplica regência sobre as mãos…
Duplicada a letra Kaph (11) em 11-11, temos Kaph-Kaph, ou simplesmente, duas mãos realizando trabalho.
E sabe o significado secreto da hora 11 na Cabala?
O trabalho sobre o que se corrompeu ao final do ciclo (10)!
A lista é imensa.
Abrahão, o grande patriarca da nação de Israel, foi a 11° geração a contar de Noé, descendendo diretamente da linhagem de Shem (Semitas).
Sansão, o 11° juiz da lista dos juízes de Israel, o mais forte e com história mais marcante.
José foi o 11° filho de Jacó, e aquele filho iluminado que amparou a família na época da grande fome, diante de quem as onze estrelas se curvaram, como o Sol e a Lua, por causa da grande sabedoria de José, tanto que foi chamado de Salvador de sua gente, que também amparou quando foi elevado ao poder no Egito.
Zacarias, o 11° profeta menor da lista dos profetas menores de Israel, aquele que teve as visões mais significativas num contato direto com o Anjo do Senhor.
E Jesus, morto e ressuscitado aos 33 anos, que são 11+11+11 anos?
Casualidade?
Certamente que não, caso contrário, as Ordens herméticas não teriam levado o 33 consigo e o transformado em número-mestre da Iniciação e segredo maior do Iniciado que morre e renasce, recapitulando o drama crístico em sua essência além de toda essa retórica morta do dogmatismo e crenças limitadas.
O problema de todo esse preconceito das gerações modernas com a Bíblia é que ela foi totalmente deturpada por interpretações limitadas, dogmáticas, proselitistas e desconectadas com os maiores conhecimentos e ciências secretas como Alquimia, Mentalismo e Cabala, ali inseridas em código.
A Bíblia tem passado por muitas mãos incompetentes nesse sentido, que passam os olhos sobre suas linhas mas não vertem nem 10% dos seus conceitos mais sagrados e mistérios mais elevados.
Daí que sofre toda essa marginalização de forma injusta.
Mas estou certo de que, se as pessoas abrirem a mente e virem as Escrituras com outros olhos, se maravilharão muito com tudo o que existe ali dentro. Esse tudo que as modernas instituições, seus padres e pastores, estão longe de revelar ao mundo, porque nem eles entendem nada disso.
Aqui eu citei apenas alguns exemplos.
Existe muito, muito mais na Bíblia sobre isso e outras coisas.
Trata-se de uma fonte inesgotável de conhecimento oculto divino codificado em vários níveis de entendimento, infelizmente, marginalizada de forma generalizada pelo senso comum a partir do exemplo dos maus tradutores e intérpretes… e não dos bons. Até porque interpretações equivocadas da Bíblia existem em toda parte e em toda crença conhecida deste mundo.
E o mundo, ao criticá-la, pesa somente esse lado na sua balança de julgamentos, por não conhecer o seu outro lado.
Esse que apresento aqui:
A Bíblia Hermética!
E Onze (11) é o próprio Hermetismo em forma de número!
E duplicado (11-11 ou 22) é o próprio Livro da Lei cósmica (TAROT)
JP em 11.11.2019

Comentários